Estágio supervisionado em psicopedagogia institucional com habilitação em educação especial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 49 (12134 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Monografia: Estratégias Educacionais para Inclusão da Criança com TDAH
Faculdade Estadual de Filosofia, Ciências e Letras de Cornélio Procópio
2008
 
 
 
PIMENTA, Edynéia M S. Estratégias educacionais para inclusão da criança com TDAH.
Resumo
A inclusão exige a transformação da escola, pois defende a inserção no ensino regular de alunos com quaisquer déficits e necessidades, cabendo àsescolas se adaptarem às necessidades dos alunos, ou seja, a inclusão acaba por exigir uma ruptura com o modelo tradicional de ensino. O sistema educacional atual é desenvolvido para os alunos que não apresentam tais déficits de aprendizagem, sendo que os portadores de tal distúrbio ficam à margem, num sistema educacional que os exclui. È na sala de aula que o distúrbio se faz presente e que muitasvezes é tratado de uma forma catastrófica e irreparável e sem a assistência e o apoio necessário, as crianças desestimulam-se causando varias conseqüências, entre elas traumas, evasão, revolta, etc. è necessário que o professor perceba as dificuldades mais latentes de seus alunos já nos primeiros anos de escolaridade para que possa desenvolver uma aprendizagem escolar com novas formas e práticaspedagógicas e processos de ensino, de forma que possa colaborar para incluir estas crianças no universo escolar, dentro de suas possibilidades.
Palavras-chave: inclusão, déficit, aprendizagem, professor, escola.
 
Sumário
1 Introdução
2 Desafios da Educação no Contexto da Escola Inclusiva
2.1 O Papel do Professor na Educação Inclusiva
3 Distúrbios de Aprendizagem
3.1 Disgrafia
3.2Disortografia
3.3 Discalculia
3.4 Dislexia
3.5 Dislalia
4 Transtorno de Déficit de Atenção e Hiperatividade ( TDA/H)
4.1 Sobre o Termo TDA/H
4.2 Possíveis Causas e Conseqüências do Transtorno de Déficit de Atenção/ Hiperatividade
4.3 Características dos Portadores de TDA/H
4.4 O Diagnóstico para o Transtorno de Déficit de Atenção/Hiperatividade
4.5 Estratégias e Intervenções
4.5.1 Estratégiaspara a escola
4.5.2 Estratégias para o professor
4.6 Um Estudo de Caso com Criança TDA/H
4.6.1 Instrumentos utilizados para o diagnóstico psicopedagógico
4.6.2 Análise dos resultados nas diferentes áreas
4.6.3 Hipótese diagnóstica
4.6.4 Recomendações e indicações
4.6.5 Prognóstico
5 Considerações Finais
Referências
 
1 Introdução
Este trabalho visa analisar algumas estratégiaseducacionais que visam minimizar o déficit de aprendizagem da criança com TDAH, do Ensino Fundamental por parte do escola e do professor.
A criança do ensino fundamental que possuem déficit de aprendizagem não pode ser vista como deficiente. Apresenta certa dificuldade especifica de aprendizagem, mas não é uma criança normal em alguns aspectos , nem atípica em outros, ela simplesmente aprende de umaforma diferente das demais. Incluindo os hiperativos, a escola tem que dar conta de sua aprendizagem, diagnóstico e sugestões de tratamento.
Moojen (1999) conceitua déficit de aprendizagem como “ um termo que se refere a um grupo de desordens manifestadas por dificuldades na aquisição e utilização da audição, falta, leitura, escrita ou do raciocínio matemático”.
Confrontando a idéia do autor coma realidade da sala de aula, muitos alunos na fase de alfabetização apresentam dificuldade em fixar a atenção, dispersam-se com muita freqüência, não mantêm por muito tempo as funções abertas e vigilância. Essas crianças apresentam normalmente problemas de seleção quando dois ou mais estímulos estão presentes.
A Lei de Diretrizes e bases da Educação Nacional (LDB), no seu Art.21 garante a todosos portadores de deficiência, um atendimento especializado como suporte ao ensino regular, adequado ao grau de comprometimento do aluno. A partir dessas disposições, as condições individuais de cada aluno é que irá definir “ in Lócus” de aprendizagem ( Brasil, 1996, Art.21).
A aprendizagem é um vinculo, um elo entre quem ensina e quem aprende. A dificuldade de aprendizagem também pode aparecer...
tracking img