Esse

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 27 (6707 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
A Euro Disney e Outros Tropeços

A Disney continua ostentando uma das maiores marcas do mundo. Seu fascínio sobre as crianças e sobre os jovens de espírito parece eterna. Contudo, na década de 1990 ela sofreu um abalo, primeiro com a Euro Disney e, depois, no fim do milênio, com um programa expansionista agressivo demais. Para completar o infortúnio, estava em andamento uma acirrada batalhajudicial entre Jeffrey Katzenberg, o diretor de estúdio que saíra da companhia em 1994, e o CEO da Disney, Michael Eisner, que, com uma remuneração de US$ 631 milhões, encabeçava a lista dos executivos mais bem pagos de 1998.

A EURO DISNEY

O Início
Cercada por enorme expectativa. a Euro Disney- foi inaugurada em abril de 1992 nos arredores de Paris. O sucesso parecia assegurado. Afinal decontas, os parques da Disney na Flórida, na Califórnia e, mais recentemente, no Japão haviam sido um sucesso espetacular. Todavia, de algum modo, as róseas expectativas foram frustradas. Durante a inauguração, os resultados chegaram até a colocar em dúvida um futuro para a Euro Disney. O que havia de tão errado em algo que parecia tão certo?

Otimismo
Talvez alguns fatos anteriores pudessem sertomados como um aviso para o uso de cautela. Entre 1987 e 1991, três parques de diversões, no valor de US$ 150 milhões de dólares,haviam sido inaugurados na França com grande pompa. E todos foram um fracasso. sendo que dois faliram em 1991. Nessa época, a Walt Disney Company estava finalizando os planos para o lançamento de sua primeira Disneylândia na Europa, previsto para o início de 1992. Esseseria um empreendimento de US$ 4,4 bilhões distribuídos sobre mais de 2.000 metros quadrados, 32 quilômetros a leste de Paris. Inicialmente, haveria seis hotéis, totalizando 5.200 quartos, mais quartos do que os existentes em toda a cidade de Cannes, com expectativa para triplicar esse número nos anos seguintes, quando da inauguração do segundo parque temático da Disney - uma forma de manter pormais tempo os visitantes nos parques. A Disney também pretendia implantar um grande conjunto de escritórios, um pouco menor que o La Defense em Paris, o maior da França. Dos planos também faziam parte alamedas com lojas, apartamentos, campos de golfe e casas para férias. A Euro Disney supervisionaria muito de perto todos os projetos suplementares, ela mesma projetando e construindo quase tudo, eeventualmente vendendo com altos lucros as propriedades comerciais Os executivos da Disney não se amedrontavam diante da enormidade do empreendimento, que ocuparia uma área correspondente a um quinto da própria Paris. Eles tinham receio, sim, de que o parque não tivesse espaço suficiente para acolher multidões: “Meu maior receio é de que tenhamos sucesso demais” “Não acredito que vá falhar. Eles sãoos mestres do marketing. Quando o parque inaugurar será perfeito E eles sabem como fazer as pessoas sorrirem - até mesmo os franceses.”
2

Disney – A Euro Disney e outros Tropeços

Os executivos da companhia estimaram inicialmente em 11 milhões os europeus que visitariam esse espetáculo, somente no primeiro ano. Afinal, os visitantes dos parques da Disney nos Estados Unidos somavam 2,7milhões e gastavam US$ 1,6 bilhão em compras. Um parque mais próximo com certeza atrairia milhares mais. Assim que os diretores da Disney estudaram o assunto mais a fundo, a estimativa inicial lhes pareceu tímida demais. O raciocínio deles partia da premissa de que - se os parques da Disney nos Estados Unidos (com uma população de 250 milhões) atraíam 41 milhões de visitantes ao ano e, se a Euro Disneyatraísse visitantes na mesma proporção, a tendência seria chegar aos 60 milhões de visitantes, sendo a população do oeste europeu de 370 milhões de pessoas. (A Tabela 15.1 apresenta o fluxo de visitantes em 1990 nos dois parques da Disney rios Estados Unidos e lia nova Disneylândia no Japão, bem como o índice fluxo/população.)

Para aumentar o otimismo, contribuía o fato de os europeus, de...
tracking img