Esquizoanalize

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2298 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
1

SUBJETIVIDADE E CULTURA NA CLÍNICA ESQUIZOANALÍTICA Wiliam Siqueira Peres/Unesp-Assis* RESUMO - A prática da clínica esquizoanalítica tem se orientado na contemporaneidade a partir dos modos de produção da subjetividade, que evidenciam uma multiplicidade de componentes heterogêneos na construção das relações humanas. Marcada pela emergência de novas identidades sexuais e de gêneros, aorganização social e política de grupos referenciados como minorias, tem evidenciado a necessidade de revisão de valores e significados utilizados pelas práticas psi, de modo a promover ações éticas e problematizadoras da existência. Nesta direção, os Estudos Culturais tem se mostrado importante para problematizar o contemporâneo. Apresentamos algumas reflexões que podem contribuir para o debate, demodo a promover a produção de uma prática clínica mais problematizadora do que curativa, transcendendo de uma clínica do acolhimento para uma clínica da perturbação. Dentre as problematizações contemporâneas, pontuamos questões relacionadas com as novas identidades sexuais e de gêneros (Gays, lésbicas, travestis e transexuais), assim como, as desigualdades sociais, econômicas, culturais, raciais e degêneros, que geralmente estimulam a prática de opressões e de exclusão social que impossibilitam o exercício da cidadania, assim como, do direito fundamental à singularidade. Palavras chaves: Esquizoanálise, Subjetividade, Cultura.

*

Professor Assistente Doutor do Departamento de Psicologia Clínica, da Faculdade de Ciências e Letras de Assis, da Universidade Estadual Paulista (UNESP).Contato: wiliam_siqueira@uol.com.br

2

DELEUZE & GUATTARI tem nos levado a pensar algumas questões, que embora presente no campo das relações humanas, logo, também nas práticas clínicas, solicitam problematizações sobre o contexto sócio-histórico e cultural em que os

acontecimentos se efetuam e o campo das forças que são agenciadas através dos modos de subjetivação. Considerando que tudoacontece nas relações das pessoas com o mundo, a produção da subjetividade se evidencia enquanto uma efetuação que se dá no campo social, no registro dos valores, sentidos e discursos construídos pelas relações de saber – poder. (FOUCAULT, 1985). Desta forma a subjetividade pode ser entendida como o modo pelo qual o indivíduo é colocado à disposição do campo social, ou seja, sua produção diz respeitoaos atravessamentos que são experimentados no corpo, que passa a ter uma condição vibrátil de reação à afetação. Os corpos se afetam nas relações que se engendram no campo social, que por sua vez são atravessados pela cultura. A cultura é um dos componentes imprescindíveis para se problematizar a produção da subjetividade contemporânea, compondo paisagens culturais subjetivas, de modo que “não hásubjetividade sem uma cartografia cultural que lhe sirva de guia; e, reciprocamente, não há cultura sem um certo modo de subjetivação que funcione segundo seu perfil”. (ROLNIK, 1995:308) Na conexão cultura-subjetividade é possível cartografar as influências do capitalismo mundial integrado e da moral judaica cristã presentes no cenário contemporâneo restritos a padrões existenciaispré-estabelecidos que enfraquecem as expressões das diferenças, comprometendo aquilo que GUATTARI & ROLNIK (1986) apontam como direito fundamental à singularidade.

3

Trata-se da produção de modos de subjetivação maquínica (normatizadores) que estabelece padrões e modelos de funcionamentos nas relações das pessoas, que se limitam a alguns poucos afetos disponíveis para serem acessados, e que constituiriamaquilo que GUATTARI & ROLNIK (1986) definiu como “carimbos existenciais”, compondo visibilidades que encarnam nos corpos os significados dos padrões morais e modelos de verdades, ora efetuando marcas inclusivas (os grupelhos), ora efetuando discriminação, estigmatização e exclusão de todos aqueles que ousam singularizar. Nessa perspectiva vemos a produção de indivíduos em série, compondo modos de...
tracking img