Esquitossomos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2743 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical 35(5): 509-513, set-out, 2002.

ARTIGO

DE OPINIÃO

A esquistossomose

no Brasil

após quase um século

de pesquisas

Schistosomiasis in Brasil after one century of research
Zilton A. Andrade1

Resumo Uma tentativa para se julgar da importância das pesquisas sobre esquistossomose, feitas no Brasil, desde 1908 até hoje, revelaquão difícil e imprecisa é esta tarefa quando são postos em prática os critérios com que a produção científica é hoje em dia avaliada. Todavia, sem desmerecer a grande importância da contribuição internacional, os conhecimentos gerados sobre a esquistossomose no Brasil, neste quase um século de pesquisas, aparecem suficientes para atender a todas as nossas necessidades práticas e cientificas nosetor. Palavras-chaves: Schistosoma mansoni. Esquistossomose. Pesquisas no Brasil. Abstract An attempt to evaluate the importance of scientific research on Schistosomiasis in Brazil, since 1908 until now, reveals the difficulties and uncertaunties of such a task, when current criteria for measuring scientific impact are employed. However, with due respect to the contribution of internationalresearch, the data originated from Brazilian research on schistosomiasis, during almost a century; nowappear sufficient for dealing with ali our pratical and scientific needs in this area. Key-words: Schistosoma mansoni. Schistosomiasis. Brazilian research.

A literatura acumulada ao longo de quase um século pode ser revista pela exaustiva compilação feita pela Profa. Eurydice Pires de Santana em 1994,bem como pela listagem das teses sobre esquistossomose organizada pelo Grupo de Estudo da Esquistossomose da Fundação Oswaldo Cruz. Também, na análise da bibliografia internacional realizada sob a orientação de Kenneth S. Warren. Evidente que as,l~mitaçõ_es e, ~obretu~o, .os pontos .fracos desta analise estao na dependencl~ do meu Julgam~nto pessoal, .embora o mesmo esteja baseado num Interessecontinuado, de quase meio século, sobre as pesquisas em esquistossomose. Chego agora à etapa da comunicação aos colegas sobre o resultado da minha análise com um misto de satisfação e dúvidas. Satisfação em constatar que os pesquisadores brasileiros de fato contribuíram decisivamente para o conhecimento da esquistossomose ao longo deste tempo histórico. Aqui se acumulou uma experiência ímpar nomundo sobre a doença e seus agentes, hoje restando apenas detalhes, mais ou menos de interesse acadêmico, uma parte que é comum a todos

os assuntos da ciência. Desde os primeiros trabalhos, as pesquisas sobre esquistossomose no Brasil tiveram um cunho prático, objetivo e multidisciplinar. Raramente aparecem entre os inúmeros trabalhos consultados, aqueles que têm um cunho meramente especulativo ouque refletem apenas modismos, sem objetivos claramente definidos. A história se inicia no ano de 1908, quando Pirajá da Silva publica no Brasil-Médico o seu primeiro trabalho sobre o encontro do parasita na Bahia, 56 anos depois que Theodor Bilharz escreveu uma carta do Cairo, ao seu professor na Alemanha, dando conta do achado de um novo hei minto parasita do homem. No ano de 1908, os primeirosseis trabalhos sobre o assunto foram publicados, todos na Bahia, todos na revista Brasil-Médico, sendo 4 de autoria de Pirajá da Silva, um de Carvalho e outro de Froes. Estes trabalhos davam notícias da ocorrência da esquistossomose no Brasil e, no último que foi publicado naquele ano, Pirajá faz uma avaliação sobre os primeiros 20 casos humanos observados. Trata-se pois, de trabalhos que mostravama existência da doença no Brasil, suas manifestações

1. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz da Fundação Oswaldo Cruz. Salvador, BA Endereço para correspondência: Dr. Zilton Araújo Andrade. Centro de Pesquisas Gonçalo Moniz/FIOCRUZ. R. Valdemar Falcão 121, Brotas, 40295-001 Salvador, BA Tel: 55 71 356-4320 e-mail: zilton@cpgm.fiocruz.br Recebido para publicação em 14/08/2001.

509

Andrade...
tracking img