Esquistossomose

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2556 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de maio de 2014
Ler documento completo
Amostra do texto

1. INTRODUÇÃO

A Esquistossomose é uma infecção causada por parasita da classe Trematoda. Essa doença ocorre em diversas partes do mundo de forma não controlada, por isso é considerada uma doença endêmica.
São cinco os parasitas desta classe, e variam de acordo com agente causador da infecção.
No nosso país a esquistossomose é causada pelo Schistossoma mansoni. O principal hospedeiro ereservatório do parasita é o homem,e é a partir de suas excretas (fezes e urina) que os ovos são disseminados na natureza.
Mas, ainda existe um hospedeiro intermediário que são os caramujos, caracóis ou lesmas, onde os ovos passam a forma larvária (cercária). Esta última dispersa principalmente em águas não tratadas, como lagos, infecta o homem pela pele causando uma inflamação da mesma. Já nohomem o parasita se desenvolve e se aloja nas veias do intestino e fígado causando obstrução das mesmas, sendo esta a causa da maioria dos sintomas da doença que pode ser crônica e levar a morte.
Os sexos do Schistossoma mansoni são separados. O macho mede de 6 a 10 mm de comprimento. É robusto e possui um sulco ventral, o canal ginecóforo, que abriga a fêmea durante o acasalamento. A fêmea é maiscomprida e delgada que o macho. Ambos possuem ventosas de fixação, localizadas na extremidade anterior do corpo e que facilitam a adesão dos vermes às paredes dos vasos sanguíneos.

1. PATOGENIA

O Schistosoma geralmente se localiza nas veias mesentéricas, que são os vasos que drenam o sangue dos intestinos. As veias mesentéricas drenam o sangue em direção à via porta, que é uma grande veiaque recebe todo o sangue do sistema digestivo e o leva até o fígado.
Os ovos do parasita são geralmente depositados nas veias mesentéricas, mas podem migrar tanto para o intestino quanto para a veia porta e fígado.
A esquistossomose crônica, que é muito mais comum do que a forma aguda da infecção, é causada pela reposta imune do organismo aos ovos, resultando em intensa inflamação dos tecidosacometidos e evolução para granulomas e fibrose (substituição do tecido normal por tecido cicatricial).
A ação no intestino é principalmente de natureza mecânica, isso porque, produzem pequenas erosões da mucosa e determinam uma inflamação catarral, a depender do número de parasitos no local.
A mucosa não é penetrada, por isso, não há lesão nas paredes intestinais. A migração dos parasitospela pele e outros locais, pode desencadear uma resposta inflamatória local, agravando-se por lesões traumáticas desencadeadas pelo ato de coçar. Essas lesões pode ser porta de entrada para infecções secundárias.










3. CICLO DA ESQUITOSSOMOSE

O S.mansoni adulto vive nas veias mesentéricas, as responsáveis por drenar o sangue dos intestinos, rico em alimentos digeridos, elevá-lo para o fígado.
Quando se hospeda nestas veias, o S.mansoni produz milhares de ovos que conseguem atravessar as paredes dos vasos sanguíneos em direção aos intestinos, sendo, assim, são eliminados nas fezes.
A partir daí, dois episódios são necessários para dar continuidade ao ciclo. O primeiro é o contato dos ovos com a água, pois é nesse momento que eles liberam o seu embrião, chamado demiracídio. O segundo episódio é a presença do caramujo do gênero Biomphalaria nas águas contaminadas, pois somente dentro deles é que os miracídios conseguem chegar à forma de larva.
Os locais mais perigosos para a transmissão da esquistossomose são lagos e represas que recebem esgoto não tratado e que abrigam caramujos. Além do esgoto, se pessoas contaminadas evacuarem próximo às margens do lago,também há risco de contaminação da água.
Após invadirem o caramujo, os miracídios se multiplicam, e em 3 a 6 semanas se transformam na larva chamada de cercária. Já formadas, as cercárias abandonam o caramujo e sobrevivem por até 48h à procura do hospedeiro definitivo, no caso, o homem. Os caramujos infectados eliminam as cercárias por toda a vida, que é aproximadamente de um ano.
O horário no...
tracking img