Espectroscopia rotacional

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2811 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Índice pagina
Efeito Raman ...................................................................................... 2
Espectros Raman de Rotação............................................................. 2
Regras de Seleção para espectroscopia Raman Rotacional.............. 3Níveis de energia Vibracionais............................................................. 4
Níveis de energia Rotacionais.............................................................. 6
Intensidade das linhas no espectro rotacional...................................... 8
Degenerescência Nuclear..................................................................... 9Caso do hidrogênio (H2)........................................................................ 12
Caso do Nitrogênio (N2) e do Oxigênio (02) ......................................... 13
Conclusão.............................................................................................. 17
Referências Bibliográficas......................................................................18





























Nesta monografia iremos mostrar os conceitos principais que envolvem espectros de uma molécula diatômica linear, para tanto estaremos abordando a teoria que envolve espectro Raman rotacional de moléculas diatômicas, já que estes espectros elucidam bem o caso da degenerescência nuclear, como veremos neste desenvolvimento.Efeito Raman
O efeito Raman foi descoberto em 1917 por um físico indiano Chandrasekhara V. Raman ele descobriu que quando uma luz intensa passa através de um meio transparente, uma pequena fração de luz é espalhada em todas as direções, com freqüências ligeiramente diferentes daquela do feixe incidente. Esse interessante efeito fornece muita informação sobre os estados quânticos molecular, sea radiação incidente for intensa e monocromática com freqüência υ, observa-se que a luz espalhada a 90º com direção incidente contém além da radiação υ (espalhamento de Rayleigh) radiações mais fracas de freqüência υ ± υ’ (espalhamento Raman). O espectro de espalhamento apresenta, portanto linhas fracas de cada lado da linha Rayleigh no espectro espalhado. A diferença de freqüência υ’ entre a luzincidente e espalhada no efeito Raman é característica de transições na molécula espalhadora, pois durante o processo de espalhamento a molécula pode mudar seu estado de uma energia permitida a outra. Para que a energia seja conservada no processo, o fóton espalhado deverá conter uma energia diferente do fóton incidente de uma quantidade igual e em sentido oposto à mudança de energia molecular.Espectros Raman de rotação

Uma molécula para ser Raman ativa necessita ser anisotropicamente polarizável, ou seja, a aplicação de um campo elétrico cria um dipolo elétrico induzido na molécula além do dipolo elétrico que ela possa ter, a relação entre dipolo induzido e o campo elétrico é dada por:
µ = α . E (1)
Onde α é polarizabilidade da molécula, µ é o dipolo induzido e E é o campoelétrico.
Essa polarizabilidade necessita ser anisotrópica, como toda molécula linear e diatômica (homonuclear e heteronuclear) tem polarizabilidade anisotrópica, conclui-se então que moléculas lineares e diatômicas são ativas em espectroscopia Raman.
Podemos citar como exemplo o caso do gás hidrogênio (H2) que sua distribuição eletrônica é mais facilmente deformada quando o campo elétrico aplicado éparalelo ao eixo de ligação do que quando o campo elétrico é perpendicular a esse eixo.
Regras de Seleção para espectroscopia Raman rotacional.
Consideremos uma molécula espalhadora diatômica linear em um dado estado rotacional J. No espectro rotacional comum encontrar-se-ão linhas correspondentes a transições com ∆J = ±1. No espectro de espalhamento Raman, contudo, observam-se deslocamentos...
tracking img