Escrituracao contabil

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1772 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de agosto de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO GRANDE DO SUL
FACULDADE DE COMUNICAÇÃO SOCIAL


Escrituração Contábil

Porto Alegre
2012

Escrituração Contábil-Aspectos Formais e Legais

Porto Alegre
2012

Sumário
1-Introdução
2-Escrituração Contábil
3-Exemplos Práticos
4-Aspectos Legais e Formais da Contabilidade
5-Conclusão

Introdução
O objetivo da pesquisa é explicar,demonstrar e exemplificar a escrituração contábil na sua forma legal e em seus aspectos analíticos para a construção de conclusões e reflexões sobre o patrimônio de forma organizada e estruturada, assim possibilitando uma tomada de decisão melhor sobre o futuro da empresa.

Desenvolvimento
* 1- ESCRITURAÇÃO CONTÁBIL

1.1 Conceito:
A técnica utilizada para o registro dos fatoscontábeis chama-se escrituração. Sendo processada em livros que se destinam ao controle das operações que afetam o patrimônio.

1.2 Métodos de Escrituração:
Consiste num critério por meio do qual são registrados os fatos contábeis. Visa possibilitar o acompanhamento da situação patrimonial, econômica e financeira da empresa através do controle de suas operações. Sem esse tipo decontrole a administração não conseguirá dispor de informações necessárias para análise e tomada de decisão e, assim, difícilmente conseguirá maximizar os resultados e minimizar os desperdícios.
Para produzir os efeitos próprios da escrituração e atender o público interessado nas suas informações, a escrituração deve ser fidedígna, ou seja, respeitar o princípio da integridade. Assim, deveregistrar todos os fatos sem qualquer omissão, para não se tornar uma contabilidade que atenda somente aos interesses de quem a manipula.
Apesar de a legislação brasileira não impor nenhum método específico de escrituração, é impraticável a utilização de outro método que não seja o das partidas dobradas, sem o qual, não é possível, por exemplo, elaborar o balanço patrimonial ao modo peloqual a legislação exije. De uma forma geral, é universalmente adotado o método das partidas dobradas para a escrituração contábil.

1.3 Método das Partidas Dobradas
A primeira obra de que se tem notícia a expor o método das partidas dobradas, data de 1494 e chama-se Summa de Arithmetica, Geometria, Proportioni e Proportionalitá. Seu autor, Luca Pacioli, foi um fradefranciscano e não podemos atribuir o método das partidas dobradas a ele, vez que se tem livros de Gênova datados de 1340 onde já era utilizado esse método. Sendo assim, o real autor das partidas dobradas ainda é por nós desconhecido.
Este tipo de método utiliza três tipos de contas para o processamento das informações. A saber:
> Contas do Proprietário
> Contas dos agentes consignatários> Contas dos correspondentes
As contas do proprietário levam essa designação, pois o método data de tempos onde o comerciante realizava operações em seu próprio nome, sem constituir pessoa jurídica. Sendo assim, o foco (Objeto) da contabilidade não era o patrimônio, mas sim o proprietário. Hoje há que se levar em consideração que as contas do proprietário referem-se à pessoajurídica, à sociedade. Na prática representam as contas do patrimônio líquido. Que por sua vez, são contas credoras em relação às contas do consignatário, como veremos a seguir.
As contas dos agentes consignatários representam as pessoas a quem o titular entrega a guarda de seus bens. Por exemplo, ao tesouteriro no caso da conta caixa. Sendo assim, essas contas são devedoras do titular, queestá representado, como já dito, no patrimônio líquido. Na prática, os agentes consignatários são contas de bens do ativo.
As contas dos correspondentes representam pessoas alheias à empresa a quem o titular tem contas a receber e a pagar. São contas de direitos e obrigaçãoes, representadas respectivamente dentro do ativo e do passivo exigível. Dois exemplos claros dessas contas são as...
tracking img