Escrita na matematica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2966 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
INSTITUTO FEDERAL DE EDUCAÇÃO, CIÊNCIA E TECNOLOGIA DA BAHIA
CAMPUS EUNÁPOLIS
DEPARTAMENTO DE ENSINO
CURSO DE LICENCIATURA EM MATEMÁTICA

ESCRITA NA MATEMÁTICA

EUNÁPOLIS
2013
LEILA CÂMARA

ESCRITA NA MATEMÁTICA

Trabalho elaborado como requisito avaliativo parcial da componente curricular da disciplina Práticas do Ensino de Matemática I, do Curso de Licenciatura em Matemática,elaborada sob orientação do Prof. Alexis.

EUNÁPOLIS
2013
INTRODUÇÃO

O sistema educativo, nos últimos anos, vem passando por inúmeras reformas, algumas relacionadas à organização e gestão da escola, outras às propostas curriculares. A necessidade de se oferecer uma "educação de qualidade", muito almejada entre os educadores, é um dos motivos divulgados dessas mudanças.
Encarar a avaliação emoutra perspectiva, enfocando aspectos que até então estavam em segundo plano, assim como ampliar os significados que estão sendo a ela atribuídos, são desafios propostos aos professores que ensinam Matemática. Tão importante quanto tratar de aspectos metodológicos ou conceituais, o processo de ensino-aprendizagem requer também que sejam exploradas questões referentes à avaliação.
Dentre as questõesexistentes, podemos destacar a necessidade de uma avaliação que contribua efetivamente para o desenvolvimento dos alunos, bem como para a reflexão do professor sobre sua prática pedagógica.

A escrita nas aulas de Matemática: aspectos teóricos
A temática da escrita é abordada, no que se refere ao ensino da Matemática, em várias propostas curriculares atuais. Segundo os Parâmetros CurricularesNacionais (PCN),
“no ensino da Matemática, destacam-se dois aspectos básicos: um consiste em relacionar observações do mundo real com representações (esquemas, tabelas, figuras, escritas numéricas); outro consiste em relacionar essas representações com princípios e conceitos matemáticos. Nesse processo, a comunicação tem grande importância e deve ser estimulada, levando-se o aluno a falar e aescrever sobre Matemática, a trabalhar com representações gráficas, desenhos, construções, a aprender como organizar e tratar dados.” (BRASIL, 1998, p. 56-57).
De acordo com essa proposta, os esquemas, as tabelas e as figuras, assim como as escritas numéricas seriam representações relacionadas ao mundo real, e o escrever sobre Matemática é apontado como uma forma de estimular a comunicação, que,por sua vez, teria grande importância no processo de levar o aluno a relacionar representações do mundo real com princípios e conceitos matemáticos. Segundo os pressupostos dos PCN, portanto, tanto a escrita numérica, predominantemente simbólica, quanto a escrita sobre a Matemática, principalmente por meio de palavras, teriam grande relevância no processo de ensino e aprendizagem da Matemática.Outros documentos curriculares atuais, inclusive de outros países, trazem posicionamentos mais específicos em relação ao uso da escrita nas aulas de Matemática. Assim, por exemplo, Ntenza (2006) considera que, em seu país, a África do Sul, existe, atualmente, uma forte “demanda” por mais escrita da parte dos alunos nas aulas de Matemática. Na Austrália, Shield e Galbraith (1998) fazem referência aum documento curricular que discute sobre a necessidade de os estudantes aprenderem a se comunicar em Matemática, e, também, sobre como a aprendizagem poderia ajudar esses estudantes a desenvolverem uma linguagem apropriada para refletir a respeito de sua aprendizagem e para fundamentar suas próprias experiências. À mesma época, acontecia nos Estados Unidos o movimento conhecido como Escrita paraAprender, mais tarde denominado Escrita através do Currículo (CONNOLY, 1989, p. 5).
Segundo Connoly (1989), a Escrita para Aprender está relacionada à escrita informal, à linguagem que é formadora de significado, à escrita que é feita regularmente dentro e fora da sala de aula para auxiliar os estudantes a se apoderarem de idéias comunicadas em aulas e em livros didáticos. Por outro lado, a...
tracking img