Escrever um novo artigo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (251 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
A política estética de Hitler não podia esquivar-se dos judeus, segmento em que o filme dedica um bom tempo com a perseguição e eliminação dos judeuscomo parte do processo de purificação, não só da raça, mas de toda a cultura, mostrando o processo de extermínio. Esses eram aludidos a bactérias,tendo que fazer com os judeus o mesmo que se faz com elas, exterminá-los, dando continuidade aos trabalhos de Koch e Pasteur. Esse povo era comparado aum câncer que se alastra.
A propaganda nazista, com os filmes exibidos nesse período funcionando como importante veiculação das ideologias e loucurasnazistas disseminava o ódio para com os judeus como pragas a serem exterminadas como uma questão higiênica, de saúde pública, da mesma forma que osinsetos eram eliminados, através dos inseticidas (criados na época e utilizados nas câmaras de extermínio). O genocídio dessa forma atingiria um modomais higiênico, gentil e delicado que os fuzilamentos.
Conforme o longa-metragem mostra, fora feito um saneamento antropológico em nome da beleza, daestética e da pureza, encontrando os planos de Hitler, para seu maior desempenho e para o horror para a humanidade, pelo caminho as câmaras de gás. Aestética, cuja valorização é importante lembrar que estava presente nos padrões culturais europeus, também é vista como a força motora do Nazismo,dentro do seu ideal de embelezamento do mundo, nem que para pô-lo em prática, antes tivesse que antes destruí-lo. E foi isso que Hitler começou a fazer.
tracking img