Escravo tem valor de uso, office-boy tem valor de troca

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (282 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Instituição: Unioeste.
Curso: Ciências Contábeis
Disciplina: Sociologia
Professora: Laysmara
Aluno: Alaercio Lovatel dos Santos
Tema: Significado da frase “Escravo évalor de uso. Office Boy é valor de troca. Mas é mero fetiche de uma mercadoria como outra qualquer.” Retirada do filme Cronicamente Inviável de Sergio Bianchi.
Para melhorinterpretação fragmentei a frase, a explicando parte a parte, usando como fonte o livro “O Capital” de Marx.
Escravo é valor de uso: o valor de uso é o valor de uma mercadoria deacordo com sua utilidade, é determinado pelas qualidades físicas da mercadoria, o valor de uso tem uma relação qualitativa.
Office Boy é valor de troca: o valor de troca é medidopelo tempo de trabalho socialmente necessário para produzir uma mercadoria, no processo de troca de mercadorias, observa-se produtos qualitativamente distintos, com utilidadesdiferentes, sendo trocados. O valor de troca tem relação quantitativa.
Mas é mero fetiche de uma mercadoria como outra qualquer: O fetiche consiste numa ilusão que naturaliza umambiente social específico, revelando sua aparência de igualdade e ocultando sua essência de desigualdade.
Conclusão: O Escravo é uma mercadoria que tem seu valor estipulado deacordo com sua utilidade, seu porte físico. O Office Boy é uma mercadoria constituída de trabalho físico e mental, mas tem o direito de trocar seu tempo de trabalho, suamercadoria, por um valor monetário que não deixa de ser uma mercadoria. O único diferencial entre Escravo e Office Boy é a denominação, que não passa de uma ilusão que revela suaaparecia igualitária e oculta sua essência de desigualdade para com a elite. Porem ambos não deixam de ser meros objetos de trabalho (mercadorias) aos olhos do mundo capitalista.
tracking img