Escorregamento de talude

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1523 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Escorregamento de Talude

Nas ultimas décadas o estudo e a preocupação com escorregamentos se intensificou, e grande parte dessa intensificação foi resultante da necessidade de corrigir problemas de taludes associadas a implantação das grande ferrovias e rodovias.

A importância de analise e controle de escorregamentos esta direitamente relacionada à demanda socioeconômica oriunda de acidentese problemas diversos concernentes a instabilizações de encostas. Estima-se que em milhares de mortes e dezenas de bilhões de dólares por ano de prejuízos são decorrentes a escorregamentos.

Os escorregamentos constituem-se num dos processos mais importantes associados à dinâmica superficial do território brasileiro. Esta importância decorre das elevadas freqüências e da grande extensão de áreacom potencialidade para ocorrência destes processos.

Escorregamento por definição quer dizer movimentos gravitacionais de massa, diretamente relacionados à dinâmica das encostas.

As encostas podem ser definidas como toda superfície natural inclinada unindo outras duas, caracterizadas por diferentes energias potenciais gravitacionais.

Otermo talude e mais empregado para definir encostas próximas a obras lineares, tendo um caráter mais geotécnico e relacionado a áreas restritas. Utilizam-se talude de corte, para taludes resultantes de algum processo de escavação promovido pelo homem; e taludes artificiais, relacionados aos declives e aterros, constituídos de materiais diversos.

Escorregamentos seclassificam nos seguintes critérios básicos:

Cinemática do movimento:
Definida pela relação entre massa em movimentação e o terreno estável (velocidade, direção e seqüência dos deslocamentos)

Tipo de material:
Solo, rocha, detritos, depósitos etc. Destacando sua estrutura, textura e conteúdo de água.Geometria:
Tamanho e conteúdo das massas mobilizadas.

Os escorregamentos de encostas são agrupados em quatro grandes classes de processos: rastejos, escorregamentos, quedas e corridas. Cada um desses grande grupos admite subdivisões, existindo extensas classificações e terminologias específicas para cada um deles.

Rastejo:
*Vários planos de deslocamento (internos).
* Velocidades muito baixas (cms/ano) a baixas e decrescentes com a profundidade.
* Movimentos constantes, sazonais ou intermitentes.
* Solo, depósitos rocha alterada/fraturada.
* Geometria indefinida.

Escorregamentos:
* Poucos planos de deslocamento(externos).
* Velocidades medias (m/h) a altas (m/s).
* Pequenos a grandes volumes de material.
* Geometria e matérias variáveis: planares – solos poucos espessos, solos e rochas com um plano de fraqueza; Circulares – solos espessos homogêneos e rochas muito fraturadas; Em Cunha – solos e rochas com dois planos de fraqueza.Quedas:
* Sem planos de deslocamento.
* Movimento tipo queda livre ou em plano inclinado.
* Velocidade muito altas (vários m/s)
* Material rochoso.
* Pequenos a médios volumes.
* Geometria variável: lascas, placas, blocos etc.
* Rolamento de matação
* TombamentoCorridas:
* Muitas superfícies de deslocamento (internas e externas à massa em movimentação).
* Movimento semelhante ao de um liquido viscoso.
* Desenvolvimento ao longo das drenagens.
* Velocidades medeia a altas
* Mobilização de solo, rocha, detritos e água.
* Grande volumes de material.
*...
tracking img