Escolherei arquivo adequado em casa!

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 17 (4241 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de janeiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PLANO DIRETOR DO PÓLO HEMOFARMO RELATÓRIO FINAL

Novembro/2006

A MULTICONSULTORIA apresenta o Relatório Final do Plano Diretor do Pólo HemoFarmo em obediência ao contrato nº 45/2006 firmado com a AD-DIPER. Importa registrar que por orientação da AD-DIPER, a denominação original – Pólo Farmoquímico – foi alterada para Pólo HemoFarmo.

INTRODUÇÃO A justificativa contida no Termo deReferência que orientou a feitura do Plano Diretor destaca a importância e a razão do credenciamento de Pernambuco para sediar o Pólo HemoFarmo, ao registrar que “A vocação pernambucana para a produção de fármacos, hemoderivados e medicamentos se afirma pelos centros de excelência das Universidades, pelo pioneirismo do Hemope e pela consistente e competente produção de medicamentos do Lafepe. Comefeito, a conquista de Pernambuco para sediar a planta de produção de hemoderivados – Hemobrás, confere o reconhecimento a essa vocação, e mais, impõe um redesenho na estruturação das atividades de um setor econômico relevante. Neste sentido, a escolha da área para implantação de Hemobrás, cujos critérios seletivos foram observados com o rigor requerido pela natureza da unidade produtiva, propiciou aoGoverno de Pernambuco formular um conceito para dar suporte e partida à criação do Pólo Farmoquímico, apoiado em três eixos orientadores: a Hemobrás – produção de hemoderivados em escala nacional; a produção de medicamentos, tendo como suporte estratégico a experiência do Lafepe; e ainda, a implantação do Lafepe Química e a criação de condições objetivas para a produção de fármacos e química finacomo insumos para medicamentos. Assim, a aquisição de uma gleba com 345,3704 hectares, localizada a quatro quilômetros após a cidade de Goiana – na Mata Norte do Estado, às margens da BR-101, responde pela decisão de implantar o Pólo, ao tempo em que inicia o processo de modelagem dessa nova componente da economia pernambucana.”. As atividades desenvolvidas para a elaboração do Plano Diretor doPólo HemoFarmo contemplaram o escopo de trabalho estabelecido pelo Termo de Referência, bem como o detalhamento contido na Proposta apresentada pela Multiconsultoria à AD-Diper no certame licitatório que resultou no Contrato nº 45/2006, firmado entre as mencionadas empresas.

De outra parte, a estrutura do presente Relatório enseja a tomada de providências no sentido de promover a implementação doPlano Diretor, em especial, a implantação de sua primeira Etapa, que compreende a viabilização do terreno destinado a Hemobrás e sua conseqüente infraestrutura de suporte. Para tanto, a quantificação da primeira etapa – contemplando as estimativas de custos da infraestrutura (acesso, energia, abastecimento d’água e suprimento de gás) está contida no relatório objetivando subsidiar o processo deimplantação da Hemobrás.

ETAPA I ESTUDOS BÁSICOS 1. CONTEXTUALIZAÇÃO DA REGIÃO • Os pólos de crescimento: primeiros passos Desde a virada do milênio, Pernambuco tem crescido em um ritmo diferenciado: de 1999 a 2003, a uma média de 3%, taxa maior do que as médias do Nordeste (2,5%) e do Brasil (2,1%). Entre 1999 e 2005, o crescimento acumulado do Estado foi de 22%, em comparação a 17% no País.Para se ter uma idéia da consistência dessa curva, no segundo trimestre de 2006, o aumento foi de 3,6% em relação ao mesmo período no ano passado, enquanto no Brasil o índice foi de 1%. Não por acaso, a média de investimentos feitos pelo governo estadual no período foi de mais de R$ 450 milhões, alcançando o pico de R$ 800 milhões no ano de 2002. De 1999 a 2005, foram R$ 3,5 bilhões eminvestimentos, apenas do governo estadual. Com este apoio, até 2015, estimase que Pernambuco receba investimentos privados da ordem de R$ 30 bilhões, o que deve empurrar a média do crescimento do PIB para a casa dos 5%. Os indicadores evidenciam que poucos momentos na história de Pernambuco foram tão promissores para o crescimento econômico. E não se fala apenas dos grandes empreendimentos prometidos para...
tracking img