Escolha da forma de pagamento de acordo com o cet

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1799 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 8 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Escolha da forma de pagamento de acordo com o CET(custo efetivo total)O objetivo deste trabalho é avaliar as diferentes formas de pagamento de um eletrodoméstico, levando em consideração o Custo Efetivo Total, CET de compra.Para isso precisamos entender o que compõe o CET e o motivo pelo qual ele foi criado.Antes de 2007, as operadoras de crédito, sejam financeiras, bancos, operadoras decartões, etc..., no intuito de atrair mais clientes e poderem divulgar que teriam taxas de juros menores, começaram a diminuir suas taxas e agregar outros valores ao crédito, através de TAC – Tarifa de abertura de crédito, tarifa de manutenção de conta, anuidade, emissão de extrato, seguros, etc..., fazendo com que os consumidores acreditassem estar pagando menos juros, pois quando se fala emfinanciamento, seja de qualquer bem ou mesmo de dinheiro, no caso dos empréstimos, o índice que a maioria das pessoas se preocupa até hoje, é com os juros, em alguns casos, mesmo a taxa de juros sendo menor, o valor final pago pelo consumidor acaba sendo maior.O Custo efetivo total foi criado pelo Conselho Monetário Nacional no intuito de dar mais transparência às operações de crédito e aumentar aconcorrência no sistema financeiro, fazendo com que os clientes não tenham a impressão de estarem sendo lesados e tenham consciência de todo valor que será pago.Ele é composto pelos juros + IOF + demais encargos.A seguir iremos analisar a melhor forma de aquisição de uma TV Sansung 24” LED Full HD com Conversos Digital.Na loja virtual do Ponto Frio o valor do televisor à vista sai por R$ 989,04, ouparcelado em 12 x 82,42 no cartão Ponto Frio, sem juros, e demais forma de pagamento, juros de 1,99% a.m. onde o CET sairia a 28,93% a.a., porém o site da loja não informa se o IOF está incluso no valor ou se há alguma tarifa ou taxa adicional.Valor à vista = R$ 989,04Cartão Ponto Frio 12 x 82,42 = R$ 989,04 sem jurosOutras formas de pagamento, boleto bancário.<f> <CLX> 989,04 <PV>1,99<i> 12<n><FV> = R$ 1.252,87<f> <CLX> 989,04 <PV> 28,93<i> 1<n><FV> = R$ 1.275,13Observamos neste caso que há diferença entre o valor dos juros e o CET, no caso de R$ 22,26 que deve ser alguma taxa adicional não informada, pois o IOF já está incluso segundo encarte. No encarte da loja o produto é anunciado à vista por R$ 859,00, no cartão decrédito até em 10x sem juros, no plano de 12 x com taxas de 1,71% a.m. e CET 22,51% a.a., no cartão Ricardo Eletro o valor sai por 12 x R$ 81,50, onde anuncia que a taxa de juros é 1,32% a.m. e no cartão e 17,01% a.a., porém nas entrelinhas no final do encarte, nos é informado, que apesar de não taxa de abertura de crédito, será cobrado R$ 4,95 a título de tarifa de emissão de extrato de pagamentodas faturas do cartão, não mencionando se o IOF está incluso no CET.Para sabermos se o cartão da loja, apesar de ter uma taxa de juros menor é mais vantajoso que o cartão de crédito, precisamos incluir a taxa acima mencionada ao CET. Valor à vista = R$ 859,00Cartão Crédito <f> <CLX> 859,00 <PV> 22,51<i> 1<n><FV> = 1052,36<f> <CLX>1052,36<CHS><FV> 859,00<PV> 12<n> <i> = 1,71, ou seja, a taxa informada está compatível com o CET.<f> <CLX>859,00<PV> 12<n> 1,71<i> <FV> = R$ 1052,83R$ 1052 / 12 = 87,74Cartão Ricardo Eletro Irei acrescentar ao valor anunciado das parcelas o valor da taxa de emissão de extrato.<f> <CLX> 859,00 <PV> 17,01<i> 1<n><FV>= 1005,121005,12 <enter> 12<÷> = 83,76, diferente da oferecida no encarte, que seria de 12 x 81,50, ou seja deve haver algum encargo a mais.R$ 81,50 + 4,95 = 86,45 o valor correto da parcela oferecida pelo encarte mais a taxa de emissão de extrato, onde o valor final passaria a ser R$ 86,45 x 12 = R$ 1037,40, onde teríamos o CET real de:<f><CLX> 859,00 <PV>...
tracking img