Escola e professor no contexto social

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1239 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]


SISTEMA DE ENSINO PRESENCIAL CONECTADO
PEDAGOGIA

GISLAINE ANDRADE DA SILVA












trabalho interdisciplinar INDIVIDUAL
ESCOLA E PROFESSOR NO CONTEXTO SOCIAL



















Tucano - BA
2012
gislaine andrade da silva

















trabalho interdisciplinar INDIVIDUAL
ESCOLA E PROFESSOR NO CONTEXTO SOCIALTrabalho apresentado ao Curso de Pedagogia da UNOPAR - Universidade Norte do Paraná, para as disciplinas de Sociologia da Educação, Psicologia da Educação I, Processo Educativo no Contexto Histórico e Teoria Geral do Conhecimento.
Profs. Bernadete Strang, Carlos Eduardo de Souza Gonçalves, Marcia Bastos e OkçanaBatini.
Tutora eletrônica: Claudia Veque Irias
Tutor(a) de sala: Gregório Luís Jesus




Tucano - BA
2012




Introdução


O presente trabalho tem como objetivo compreender o papel da escola e do profissional da educação com agente essencial para o desenvolvimento de uma sociedade mais justa e democrática.Através das discussões pretende–se responder os seguintes questionamentos:
1 - Como a escola deveria trabalhar as mudanças existentes na sociedade nas práticas do cotidiano escolar (nas salas de aula, nas diferentes disciplinas, em atividades extra-sala, nos diversos espaços da escola etc.)?
2 - Como o professor pode trabalhar para a formação do sujeito ético politico emnossa sociedade?
3 – O que a sociedade e o Estado podem fazer definitivamente para valorizar o trabalho do professor?

Desenvolvimento


A escola forma cidadãos, dando aos alunos os ensinamentos de que eles necessitam para viver e trabalhar neste mundo de evolução, bem como orientando-os para a vida. Através da busca pelo exercício da cidadania, a escola deve mostrar às novasgerações a importância de cada indivíduo e seu papel na sociedade, enquanto cidadãos conscientes de seus direitos e deveres.


O professor, por sua vez, deve considerar no exercício de sua função o aluno como sujeito de múltiplas relações, que por estar em processo de formação, deve ser considerado em sua totalidade. Assim, deve assegurar ao educando uma formação crítica, capaz delevá-lo a refletir sobre temáticas cotidianas e interferir positivamente em seu meio e, sobretudo, em sua vida para transformá-la.


Libâneo (1998), afirma que a escola deve assegurar a todos a formação que ajude o aluno a transformar-se em um sujeito pensante, capaz de utilizar seu potencial de pensamento na construção e reconstrução de conceitos, habilidades e valores.Para tanto, torna-se necessário ao professor, o conhecimento de estratégias de ensino e o desenvolvimento de suas próprias competências de pensar, além da abertura, em suas aulas, para a reflexão dos problemas sociais, possibilitando aulas mais democráticas, através de um saber emancipador. Pois, apropriar-se criticamente da realidade significa contextualizar um determinado temade estudo, compreendendo suas ligações com a prática vivenciada pela humanidade (LIBÂNEO, 1998, p. 42).


A formação escolar deve possibilitar aos alunos condições para o desenvolvimento de competências e consciência profissional, mas não restringir-se ao ensino de habilidades imediatamente demandadas pelo mercado de trabalho. Segundo Moisés (1999), “competente é o professor quenão mede esforços na formação de um aluno cidadão, crítico e informado, capaz de compreender e atuar na sua realidade.”


O importante na sala de aula é trabalhar a cidadania na prática, para que os alunos compreendam que cada um, independentemente de classe social, crença religiosa, raça ou cor, tem o seu lugar garantido na sociedade e que de sua atuação transformadora, resultará...
tracking img