Escola e cultura

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1277 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Este trabalho é uma reflexão sobre a escola e a cultura do sociólogo da educação Jean-Claude Forquim, que faz uma análise de parte da literatura publicada na Grã-Bretanha sobre essa questão, no período compreendido entre 1960/1985. Ele estuda principalmente as publicações conhecidas pelos anglo-saxões com o nome de “curriculum studies” ou “curriculum theory”.
A sociologia da educação que sedesenvolve na Grã-Bretanha nos anos 50 e 60 geralmente é considerada como herdeira de uma tradição da “aritmética política” que remonta, pelo menos, à primeira metade do século XIX. Dessas origens essa sociologia teria conservado uma predileção pelas grandes enquetes sociais e pela coleta de dados descritivos. E foi por meio dessas amplas enquetes que a ênfase era colocada nas relações entre osistema escolar e as outras instituições sociais, que a sociologia da educação conquistou, a partir dos anos 60, sua “carta de nobreza cientifica”, tornando-se uma disciplina universitária reconhecida. São criadas cátedras de sociologia na maioria das universidades.
O que se chamou na Grã-Bretanha, nos anos 70, de “nova sociologia da educação “ é tipicamente uma sociologia do currículo, uma sociologiacentrada na questão dos determinantes e dos fatores (culturais, sociais, políticos) dos processos de seleção, de estruturação e de transmissão dos saberes escolares.Essa “nova corrente de pensamento”tem por característica essencial considerar o conjunto dos funcionamentos e dos fatores sociais da educação a partir de um ponto de vista privilegiado que é o da seleção, da estruturação, da circulaçãoe da legitimação dos saberes e dos conteúdos simbólicos incorporados nos programas e nos cursos.Na avaliação de Forquim, “a nova sociologia da educação “ inspira-se principalmente em certos aportes do interacionismo simbólico americano, da fenomenologia social e da sociologia do conhecimento, bem como da antropologia cultural.
A palavra cultura é polissêmica, permitindo várias definições econceitos. Para Forquim, atualmente são admitidas cinco acepções diferentes de cultura (entre muitas outras), determinando a coexistência de um pólo individual e um pólo coletivo, um pólo normativo e um pólo descritivo, um pólo universalista e um pólo pluralista.
Philippe Perrenoud, citado por Forquim (1992), escreve sobre a oposição entre “currículo formal” e “currículo real. Os conteúdos prescritospelos autoridades ou pelos autores de programas- o currículo formal (ou oficial)-, que são o produto , ao longo do tempo , de todo um trabalho de seleção no interior da cultura acumulada, também sofrem uma seleção, quando os professores enfatizam tal ou qual aspecto ou apresentam os saberes sob diversos modos e, finalmente, aquilo que é realmente aprendido pelos alunos não corresponde tampoucoaquilo que os docentes ensinam ou crêem ensinar. A educação escolar não se limita a fazer uma seleção entre os saberes e os materiais culturais disponíveis num dado momento histórico, ela deve também ser efetivamente assimiláveis ás jovens gerações, entregar-se a um imenso trabalho de reorganização, de reconstrução, ou de “transposição didática. A escola é também um mundo social, que tem suascaracterísticas de vida próprias, seus ritmos, linguagem, imaginário, seus modos próprios de regulação e de transgressão, seu regime próprio de produção e de gestão de símbolos. E essa cultura de escola não deve ser confundida tampouco com o que se entende por ‘cultura escolar’, que se pode definir como o conjunto dos conteúdos cognitivos e simbólicos que constituem o objeto de uma transmissãodeliberada no contexto das escolas.
A cultura escolar apresente-se como uma ‘cultura segunda’, uma cultura derivada e transposta, subordinada inteiramente a uma função de mediação didática. Desta necessidade funcional da didatização decorre um certo numero de traços morfológicos e estilísticos característicos dos saberes escolares, por exemplo, a predominância de valores de apresentação e de...
tracking img