Escola - lynn alvez

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3753 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
1

Escola: espaço para a produção de conhecimento1?
Lynn Rosalina Gama Alves2 Nelson Pretto3 A palavra escola em grego significa o lugar do ócio e surge, na Idade Média, para atender a demanda de uma nova classe social que não precisava trabalhar para garantir a sua sobrevivência, mas que necessitava ocupar o seu tempo ocioso de forma nobre e digna. Este lugar é a escola, que inicialmente seinstaura como um espaço para o lazer e consequentemente o prazer. Com o passar do tempo, começa a perder esse significado, passando a ser vista como um lugar onde se vai buscar e adquirir novas informações, na maioria das vezes de forma descontextualizada, tornando-se um lugar enfadonho e desprazeiroso4. Tal afirmativa, pode ser ratificada no discurso de crianças, adolescentes e até mesmo dosadultos que necessitam ir a escola, marcando a diferença entre o aprender com prazer fora da escola e o aprender dentro do espaço escolar. A “repressão simbólica” é tão violenta que, às vezes, não percebemos que estamos internalizando um discurso onde só tem valor as aprendizagens realizadas dentro da escola. Tudo que é aprendido fora é visto com reserva, com desconfiança, marcando a diferença entre aaprendizagem sistemática e a aprendizagem assistemática, que se constrói no cotidiano dos atores sociais, a partir da

interação com os signos e instrumentos presentes na sociedade. Instrumento aqui compreendido na perspectiva vygotskiana, como elemento mediador entre o sujeito e o objeto do conhecimento. Como diz Vygotsky,
...o uso de meios artificiais – a transição para a atividade mediada –muda, fundamentalmente, todas as operações psicológicas, assim como o uso de instrumentos amplia de forma ilimitada a gama de atividades em cujo interior as novas funções psicológicas podem operar... (VYGOTSKY, 1994:73)

1 2

Texto publicado na revista. Comunicação & Educação (SP), São Paulo, 16, p.29-35, 1999.

Mestre em Educação pela Universidade Federal da Bahia e Professora da Faculdadede Educação da Bahia e Universidade Estadual de Feira de Santana. Home-page: http://www.ufba.br/~lynn; E-mail: lynn@e-

net.com.br
Doutor em Comunicação pela USP/ECA e Professor da Faculdade de Educação da Universidade Federal da Bahia. Home-page: http://www.ufba.br/~pretto 4 Segundo Saviani, esta forma de educação surgiu com o advento da industrialização e a ascensão da burguesia. Tratase daformação “escolar”, considerada o ulterior desenvolvimento da Educação. (1991)
3

2 Nos dias atuais percebemos a presença intensa de instrumentos tecnológicos - que preferimos denominar de elementos tecnológicos para diferenciá-los de uma perspectiva instrumental e mecanicista - que vem possibilitando uma nova razão cognitiva, um novo pensar, novos caminhos para construir o conhecimento deforma prazerosa e lúdica. Tal constatação provoca muitos questionamentos por parte de vários segmentos da sociedade, inclusive dos professores, que vêem, de um lado, estas tecnologias com certa desconfiança e, de outro, com expectativas exageradas que fogem à realidade, uma vez que acreditam que estes elementos tecnológicos, por si só, possam resolver os problemas do sistema educacional. Vivemos estaoscilação constante entre estes pólos e pensamos ser urgente, neste momento, construir uma postura de equilíbrio, percebendo as

possibilidades e limites destas tecnologias no ambiente escolar. Pierre Lèvy (1993) vem denominando esses elementos tecnológicos como sendo tecnologias da inteligência, na medida em que possibilitam uma transformação da ecologia cognitiva. As tecnologias dainteligência
... reorganizam, de uma forma ou de outra, a visão de mundo de seus usuários e modificam seus reflexos mentais. (...) Na medida em que a informatização avança, certas funções são eliminadas, novas habilidades aparecem, a ecologia cognitiva se transforma...(LÈVY, 1993:54)

Portanto, arriscamos dizer que a interação com os computadores, games, livros, Internet, TV, vídeo, representam a...
tracking img