Esclerose multipla e fisioterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 11 (2663 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
RELATÓRIO FINAL DE ESTÁGIO:
ESTUDO DE CASO EM GERONTOLOGIA

















Sumário

1. Introdução 3
2. Avaliação Fisioterapêutica 4
3. Diagnóstico Fisioterapêutico 5
4. Objetivos 5
5. Tratamento Realizado 6
6. Evolução da Paciente (Resultados) 8
7. Conclusão 9

























INTRODUÇÃO

Desde as últimas décadas o Brasil vem sedeparando com um declínio rápido e acentuado da taxa de fecundidade em comparação com outros países do mundo em desenvolvimento e subdesenvolvimento. Esse declínio, combinado com a queda da mortalidade, acarretou um processo de envelhecimento populacional intenso, levando o aumento da longevidade se tornar cada vez mais evidente. Apesar do processo de envelhecimento não estar, necessariamente,ligado a doenças e incapacidades, as doenças crônico-degenerativas são frequentemente encontradas entre os idosos, se tornando cada vez mais evidente neste grupo, trazendo consigo quadros de incapacidades e limitações (Lebrão, 2003).
De tal forma a tendência atual é termos um número crescente de indivíduos idosos que, apesar de viverem mais, apresentam maiores condições crônicas. Dentre as quais sedestacam os problemas oesteo-mioarticulares como os problemas relacionados a coluna, como a hernia de disco e problemas de ordem articular, como a Bursite de ombro, por exemplo (Godinho, 1996).
A hérnia de disco é uma desordem músculo esquelética também responsável pela lombociatalgia. Sendo um processo patológico na coluna vertebral no qual ocorre ruptura do anel fibroso no discointervertebral, com subsequente deslocamento da massa central do disco nos espaços intervertebrais, comuns em região dorsal ou dorso lateral do disco. Aparecendo com maior frequência em pessoas entre 30 e 50 anos. (Garrido, 1993)
A dor que acompanha que caracteriza a patologia é geralmente causada por herniação e degeneração do disco e tambem por estenose do canal espinal. Contudo, esses processos por si só,não são responsáveis pela dor e portanto, deve ser também conciderada a compressão mecânica e mudanças inflamatórias ao redor do disco e da raiz do nervo (Magnaes, 1999).
Atualmente a terapia conservadora tem tido resultados positivos em melhoria na grande maioria dos casos. Os princípios do tratamento objetivam o alívio da dor, o aumento da capacidade funcional e o retardamento daprogressão da doença (Borenstein,1997)
Como tambem no caso de bursite de ombro ou síndrome do impacto. Que é uma das causas mais comuns de dores no ombro em adultos e pessoas idosas. Resulta de uma pressão na bursa que cobre a estrutura muscular denominada manguito rotador, devido força exercida por parte da escápula quando o braço é elevado, ou submetido a movimentos. A bursa ou bolsaserosa está localizada entre o acrômio e os tendões do manguito rotador e é uma bolsa de tecido lubrificante que reduz o atrito entre duas estruturas anatômicas. Quando em situações de inflamação ou pressão, geram quadros de dores acentuadas, junto a sensação de queimação e dormência do membro (Garrido, 1993).
De tal forma, objetivando a melhora de tais quadros patológicos na população idosa é deextrema importância adequar ao paciente exercícios específicos no tratamento conservador. Esse programa deve incluir exercícios de flexibilidade e alongamentos, com aumento gradual em sua execução (AAOS, 1996)
O presente estudo refere-se à elaboração de um protocolo de tratamento conservador aplicado a uma paciente portadora de hérnia discal na coluna lombar e bursite de ombro direito. Esseprotocolo buscou-se aliviar os quadros dolorosos referidos pela paciente, aumentar ADM, melhorar força de musculaturas envolvidas utilizando-se para isso, várias técnicas terapêuticas específicas.


AVALIAÇÃO FISIOTERAPEUTICA

O Estudo foi realizado com a Sra. H.B. de 70 anos, do sexo feminino, casada, dona de casa, aposentada. Residente do município de Chapecó S.C. Portadora de...
tracking img