Eros e psiquê - resumo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1518 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EROS E PSIQUÊ

Psiquê, a filha mais nova das três filhas do rei, uma jovem tão bela que de todas as partes vinham homens para admirá-la, passou a ser objeto de culto, sobrepondo-se a Afrodite, a deusa da beleza, cujos templos se esvaziavam. Porém, enquanto as irmãs mais velhas estão casadas, ninguém aparece para pedir-lhe a mão. Os homens só fazem adorá-Ia. A deusa indignou-se com o fato de umamortal receber tantas honras. O rei então vai consultar um oráculo, que por "acaso" é dominado por Afrodite. Cheia de raiva e inveja, Afrodite faz com que a resposta seja uma terrível profecia. A jovem terá de desposar a mais horrenda e repulsiva das criaturas. A pobre moça é então levada ao alto de uma montanha, acorrentada a uma pedra e lá deixada para ser violada pela criatura repugnante.Afrodite ordenara a seu filho Eros, o deus do Amor, que atingisse a jovem com suas flechas, fazendo-a se apaixonar pelo monstro que viria reclamá-la. Eros obedece às ordens da mãe, mas ao bater os olhos em Psiquê, acidentalmente espeta o dedo em uma de suas flechas. No mesmo instante apaixona-se perdidamente por ela e decide torná-Ia sua esposa. Pede ao Vento Oeste, que a carregue, suavemente,montanha abaixo, até o Vale do Paraíso. Ao ver-se pousando num majestoso palácio, com música e servos invisíveis, ela não faz perguntas, fica inebriada com sua inesperada boa sorte. À noite, oculto pela escuridão, Eros amou-a. Mas fez-lhe algumas restrições: arranca-lhe a promessa de que nunca vai olhá-Io nem fazer perguntas sobre seus atos. Ela poderia ter qualquer coisa que quisesse, viveria em seuparaíso, desde que não tentasse saber quem era ele. Psiquê concorda, sem discutir. Psiquê sentia-se a mais feliz das mulheres.
Suas irmãs, que estiveram, sem muita convicção, lamentando sua perda, souberam que Psiquê estava vivendo num jardim paradisíaco e que tinha por marido um deus. Vão até o penhasco onde a jovem fora acorrentada e chamam por ela, para saber como está passando e também paradesejar-lhe seus melhores votos. Psiquê conta a Eros, que a adverte várias vezes sobre o perigo que ela estaria correndo se desse ouvidos à curiosidade de suas irmãs. Também lhe diz que se continuasse sem fazer-lhe perguntas, a criança que trazia no ventre seria um varão, um deus imortal. Se, porém, quebrasse seus votos, nasceria uma menina que não passaria de uma mera mortal. Mas suas irmãs voltame finalmente a jovem consegue dele permissão para que as moças a visitem. Ficam encantadas com tudo que vêem e se remoem de inveja. Submetem-na a uma saraivada de perguntas e Psiquê, em sua ingenuidade, retrata seu marido através de sua própria fantasia, pois jamais havia posto os olhos nele.
Depois de algum tempo as irmãs voltam a visitá-la. Desta vez, esquecida do que lhes havia dito antes arespeito do marido, conta-lhes outras fantasias. Numa terceira visita, dizem que o homem que ela desconhecia devia ser o monstro previsto pelo oráculo. Aconselham-na, então, a preparar uma lâmpada e uma faca afiada: com a primeira, veria o rosto do marido; com a segunda, poderia matá-lo, se fosse mesmo o monstro. À noite, enquanto Eros dormia, Psiquê apanhou a lâmpada e iluminou-lhe o rosto. Parasua surpresa e deslumbramento, descobre que seu marido é nada menos do que o deus do amor, a mais bela criatura de todo o Olimpo. Vê-se presa do terror e da culpa pelo erro cometido. Desajeitada, derruba a faca e, no intuito de pegá-Ia, acidentalmente espeta o dedo em uma das flechas de Eros e apaixona-se perdidamente pelo marido, que acabara de ver pela primeira vez. Afasta a lâmpada bruscamentee uma gota de óleo quente cai no ombro direito de Eros, que acorda com a dor, dá-se conta do que sucedera e, afastando-se, diz-lhe em tom de censura:

“O amor não pode viver sem confiança”, e como é dotado de asas, sai voando e a abandona.
Em seu desalento, Psiquê pensa em afogar-se no rio. Cheia de dor, a jovem pôs-se a errar pelo mundo procurando por Eros, implorando o auxílio das...
tracking img