Ergonomia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 12 (2781 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE CAMBURY
ESCOLA DE DESIGN DE INTERIORES
DISCIPLINA: ERGONOMIA
PROFª: MARA RÚBIA

Design e Ergonomia
i

Eugenio Merino

Você já parou para pensar se os objetos utilitários atendem a todos os seus anseios e necessidades? Eles lhe atendem de
forma satisfatória em seu dia-a-dia? Já observou se, por exemplo, as informações visuais contidas nesses objetos são
claras e o levam aalcançar seus objetivos de forma correta?
Acredito que estas e muitas outras perguntas sejam feitas diariamente por milhões de pessoas, ao redor do planeta, no
momento em que utilizam os mais variados produtos e serviços. Entre tantas situações que cercam o nosso cotidiano,
podemos destacar os eletrodomésticos, ferramentas, sinalizações e conduções. E, analisando cada um deles, podemosquestionar: será que esse nosso entorno está aí mais para facilitar ou para complicar? A resposta, na teoria, é fácil e clara.
Qualquer um responderia que tudo isso foi criado com o objetivo de facilitar a nossa vida. Mas vamos lembrar algumas
situações que, muitas vezes, contradizem essa teoria:
O desafio do controle remoto: trata-se, certamente, de um produto maravilhoso para a maioria das pessoas. Oque seria
de nossas vidas sem ele? Imagine ter de abrir mão do conforto que é comandar a televisão à distância, apenas com um
leve toque. Mas será que tudo é tão maravilhoso assim? Quantas pessoas sabem utilizar todos os recursos que um
controle remoto oferece? Será que a maioria não fica restrita aos botões liga/desliga, canal e volume? Vamos, então,
complicar mais um pouco, acrescentando ocontrole remoto do vídeo, do home theater, do DVD, da TV a cabo…E agora?
Que bom que inventaram um controle que centraliza todas as funções…Ufa! Dá um certo nervosismo lidar com tantos
botões!
Agora, vamos à cozinha. Quanta evolução, especialmente em se tratando dos eletrodomésticos que se propõem a tornar
os nossos afazeres diários mais simples e fáceis. Quem não se lembra do liquidificadorutilizado pela mãe, aquele mesmo,
que tinha apenas um único botão (liga/desliga). É claro que a evolução tem nos trazido produtos cada vez melhores e
mais bonitos, com materiais alternativos, sistemas mais seguros e eficientes. Mas, somado a isto, cada um desses
equipamentos é destinado a realizar um número cada vez maior de funções, muitas delas extremamente sofisticadas
para o nosso cotidiano.Assim, muitos desses produtos ficam guardados ou expostos como peças de arte. É só dar uma
olhada numa cozinha com estilo, daquelas que lembram os anúncios de revistas. A situação piora ainda mais quando um
leigo, ou seja, alguém que não tem o hábito de lidar com este tipo de equipamento, decide encara um desafio
relativamente simples.
A esposa pede que o marido prepare a vitamina do bebê. Aprimeira pergunta nasce instantaneamente: “Como eu faço?”
A este questionamento seguem-se outros que envolvem quantidade, tipos de frutas, vitaminas, etc…Até aí, tudo bem. O
problema começa no momento de pegar o liquidificador (não vamos complicar a vida querendo usar o mix, a centrífuga
ou outro equipamento do gênero, bem mais complexo). Os ingredientes são colocados no copo e, uma rápidaolhada no
aparelho faz surgir uma outra pergunta: “Qual destes botões eu devo apertar?” A pergunta não é gratuita, já que o
equipamento apresenta diversas formas de acionamento, oferecendo opções tais como maionese, achocolatados, gelo,
grãos, musse, etc. E, geralmente, aquilo que desejamos preparar nunca está elencado no complexo rol de opções. A
resposta certeira traz consigo um certo alívio:“Aperte qualquer um”. Afinal, parece mais fácil do que se imaginava. No
entanto, o fundo do copo exigia um ajuste que passou despercebido pelo solícito marido e aí… Eis a vitamina escorrendo
livremente sobre o aparelho. Em contrapartida, o pai já aprendeu a fazer a vitamina apertando “qualquer um” dos botões
do complexo aparelho. E isso sem se dar ao trabalho de ler o manual de uso, que deve...
tracking img