Ergonomia fundamentos

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 65 (16014 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE FEDERAL DO RIO GRANDE DO NORTE DEPARTAMENTO DE ENGENHARIA DE PRODUÇÃO CURSO DE GRADUAÇÃO EM ENGENHARIA DE PRODUÇÃO

Texto 01

Fundamentos de Ergonomia
Disciplina
AET-ANÁLISE ERGONÔMICA DO TRABALHO

Organização:

Profº Ricardo José Matos de Carvalho

Natal-RN Fevereiro/ 2010

Texto 01: Fundamentos de Ergonomia – Disciplina: AET - Curso: Engenharia de Produção – UFRN –2010.1 - Profº Ricardo José Matos de Carvalho. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ---

1

Texto 01: Fundamentos de Ergonomia
1. CONCEITO DE TRABALHO NA ETIMOLOGIA • na Etimologia: do latim Tripalium (instrumento de tortura); Tripaliare (torturar com o tripalium) (FIALHO et al, 1995, p.17);• na Bíblia: “Ganharás o pão com o suor de teu rosto” (Gn. 3,19 apud FIALHO et al, 1995, p. 17); • na Grécia: Ponos: esforço, penalidade; Ponein (trabalhar no sentido de penar); Ergon: criação, obra de arte; Ergazomai (trabalhar no sentido de criar) (FIALHO et al, 1995, pp. 17-18). • Registra-se ainda na antiguidade as seguintes terminologias (SALIS, 2004, pp. 75-77): • Douléia: que se referiaao “trabalho como tributo pela nossa condição mortal e que pode consumir e escravizar”. Este significado de trabalho estava relacionado à condição de sobrevivência. • Erga: era utilizada para designar o “trabalho criador que liberta”. “Estava ligada ao Ócio Criador, pois indicava qualquer trabalho voltado à criação e não à necessidade de sobrevivência. Era um trabalho que não visava ao lucro, masà satisfação de imitar aos deuses, ou seja, era considerada como a única maneira de se aproximar do divino - imitandoo”, e expressava uma conotação de valorização da vida, diferentemente de uma conotação de destruição. Para Dejours (2008, p. 39), “trabalhar é preencher o espaço entre o prescrito e o efetivo”. Para este autor, “o que é preciso ser feito para preencher esse espaço não pode serprevisto de antemão. O caminho a percorrer entre o prescrito e o real deve ser inventado ou descoberto a cada vez pelo sujeito que trabalha”. Dejours complementa dizendo que trabalhar é “o que o sujeito deve acrescentar ao que foi prescrito para poder alcançar os objetivos que lhe foram atribuídos. Ou ainda: o que ele deve acrescentar por decisão própria para enfrentar o que não funciona quando elese limita escrupulosamente à execução das prescrições”. Resumidamente, “trabalhar supõe (...) passar por caminhos que se afastam das prescrições” (DEJOURS, 2008, p. 40). Trabalhar pode significar produzir, mas também transformar-se (DEJOURS, 2008, p. 84). Dejours (2008, p. 89) vai mais além: ”trabalhar é primeiramente fracassar, depois obstinar-se e, algumas vezes, vencer a resistência do real.(...) usar de astúcia com relação às normas e às prescrições”. “Trabalhar é não somente se defrontar individualmente com o real e experimentar o fracasso, mas também produzir coletivamente maneiras de trabalhar representando um consenso, ou seja, produzir regras de trabalho” (DEJOURS, 2008, pp. 95-96).

Texto 01: Fundamentos de Ergonomia – Disciplina: AET - Curso: Engenharia de Produção – UFRN– 2010.1 - Profº Ricardo José Matos de Carvalho. ------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------- ---

2

2. TRABALHO DECENTE

A OIT-Organização Internacional do Trabalho formulou o conceito de Trabalho Decente ao qual a abordagem da ergonomia deve se filiar. Trabalho Decente é definido pela OIT comosendo

qualquer ocupação produtiva e adequadamente remunerada, exercida em condições de liberdade, eqüidade e segurança e que seja capaz de garantir uma vida digna para as pessoas. O trabalho só pode ser decente se for seguro e saudável (Fonte: OIT apud ; consultado em 08/04/2008).

Para a OIT (ibidem), o trabalho decente deve: • permitir satisfazer as necessidades pessoais e familiares de...
tracking img