Equivalencia patrimonial

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2368 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 24 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA

MÉTODO DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL

CLAUDIA CRISTINA MAIA SOUZA

Recife, setembro de 2011
FACULDADE DE CIÊNCIAS HUMANAS ESUDA

MÉTODO DE EQUIVALÊNCIA PATRIMONIAL

Trabalho da disciplinaContabilidade Avançada
Curso Ciências Contábeis,
6º Período.
Professor: Sóstenes Cruz

Recife, setembro de 2011
Sumário

1 – Conceito .....................................................................................................................4
1.2. - Aspectos Legais .......................................................................................................4
1.3. -Método do Custo X Método de Equivalência .......................................................4
1.4. – Quem deve aplicar o MEP.......................................................................................4
1.4.1. – Coligadas ............................................................................................................ 4
1.4.2. – Equiparadas às Coligadas................................................................................... 4
1.4.3. - Controlada .......................................................................................................... 5
1.4.4. – Participação Direta e Indireta ..............................................................................5
1.4.5. – Valor Contábil do Investimento..........................................................................5
1.5. - Investimentos sujeitos a Equivalência Patrimonial .................................................5
1.6. – Procedimentos para aplicação do MEP...................................................................6
1.7. - Técnicas de aplicação do MEP ............................................................................6 1.7.1. –Introdução ..........................................................................................................6 1.7.2. - Variações no Patrimônio Líquido da Investida ...............................................7 1.7.2.1 - Contabilização de Lucro ou Prejuízo apurado pela investida......................7 1.7.2.2. - Reservas de capital..........................................................................................8 1.7.2.3. - Ajustes de exercícios anteriores .....................................................................8 1.8. - Lucros Não Realizados .........................................................................................8 1.9. - Cálculo do Valor do Investimento pela Equivalência Patrimonial ...................8 1.10. - Ágio e Deságio......................................................................................................9 1.10.1. - Aquisição de Investimentos com ágio ou deságio ..........................................9 1.10.2. - Fundamento econômico do ágio e do deságio ................................................9 1.10.3. - Amortização do ágio e do deságio..................................................................9 1.10.3.1. – Introdução .....................................................................................................9 1.10.3.2. - Ágios e Deságios não justificados ...............................................................10 1.10.3.2.1. – Deságios ....................................................................................................101.10.3.2.2. – Ágios ..........................................................................................................10 1.11. - Provisão para Perdas ........................................................................................10 1.12. - Notas Explicativas ............................................................................................. 10 1.13. - Conclusão...
tracking img