Equipamentos proteção indiividual

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 10 (2324 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 18 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Equipamentos de proteção individual - EPI
Márcia Rosental da Costa Carmo
mrosental@int.efoa.br
 
Biossegurança em odontologia é definida como sendo um conjunto de medidas preventivas que envolvem a desinfecção do ambiente, a esterilização do instrumental e o uso de equipamentos de proteção individual (EPI), pelo profissional e equipe (GUANDALINI, 1997).
Os profissionais odontólogos sãosuscetíveis à inúmeras doenças e o mecanismo mais efetivo para a proteção é o oferecido pelos equipamentos de proteção pessoal, constituídos pelo gorro, óculos de proteção, máscara, avental ou roupa própria do consultório, luvas, sapatilhas ou sapato de uso exclusivo no consultório, não só para o profissional como também para o pessoal auxiliar.
Para que o controle de infecções seja efetivo, toda aequipe deve estar integrada, devidamente informada e paramentada, para que a cadeia asséptica não seja interrompida em nenhum momento.
|[pic] |[pic] |
|Fig. 1 - Paramentação para procedimentos |Fig. 2 - Paramentação para procedimentos |
|semi-críticos |críticos|

 
É necessário esclarecer os profissionais que não acreditam na necessidade de maiores cuidados com a própria saúde, que a não utilização dos equipamentos de proteção individual, favorecem a disseminação de infecções entre seus próprios clientes, sua equipe e familiares. Com o advento da AIDS e a divulgação por parte dos meios de comunicação dos riscos a que estãosubmetidos durante os tratamentos dentários, a população passou a exigir mais e principalmente, a valorizar aqueles profissionais que investem em biossegurança, conforme mostra o trabalho de GERBERT, MAGUIRE & SPITZER (1989). Os pacientes relatam apoio entusiasmado acerca da paramentação utilizada pelo cirurgião dentista, sentindo-se mais protegidos para o atendimento.
 
Por que utilizar osequipamentos de proteção individual?
As canetas de alta rotação e aparelhos de profilaxia lançam aerossóis no ambiente que além de serem inspirados, depositam-se nas superfícies próximas, incluindo-se desta forma as roupas, rosto e cabelos do cirurgião dentista e auxiliar. Este fato foi verificado por KING, MESARICIK & KING (1986) quando observaram um aumento de 20 a 40 colônias bacterianas no rostodo profissional, após 20 minutos de trabalho, sendo que estas mesmas bactérias foram também encontradas no rosto do paciente.
Desta forma, é importante o uso do gorro para proteção dos cabelos pela contaminação dos aerossóis, favorecendo também a proteção da boca do paciente da microflora dos cabelos do profissional e equipe. Tal afirmação encontra respaldo no trabalho de MAGRO FILHO, MELO &MARTIN (1991), mas para cumprir a finalidade a que se destina, o gorro dever ser descartável e quando apresenta-se sujo com material orgânico, deve ser substituído, não precisando necessariamente ser trocado para cada cliente atendido, nos casos de atendimentos semi-críticos. É importante que o gorro cubra todo o cabelo do profissional.
|[pic] |
|Fig. 3 - Gorro|

 
O baixo índice de auxiliares que utilizam gorro (36,6%), segundo pesquisa de COSTA CARMO(1999) possibilita que todo aerossol resultante do uso do alta rotação e aparelhos de profilaxia não encontrem barreira de proteção, indo se depositar no cabelo e couro cabeludo desses profissionais.
Segundo GUANDALINI (1997) o uso dos óculos de proteção também é muito importante, principalmentenas manobras em que há produção de aerossóis, visto que a conjuntiva do olho apresenta menos barreira de proteção que a pele.
A grande maioria dos auxiliares é treinada pelos próprios odontólogos sendo portanto, destes, toda a responsabilidade sobre a orientação e zelo com a paramentação a ser utilizada, de modo a resguardar a saúde desses profissionais.
Para LIMA et alii (1998) o cirurgião...
tracking img