equilibrio térmico e exércicio

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4777 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de novembro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto

UNIVERSIDADE PAULISTA – UNIP










FISIOLOGIA APLICAÇÃO DE ATIVIDADE MOTORA


















Manaus-AM
2013


Graduação Plena em Educação Física








EQUILÍBRIO TÉRMICO E EXERCÍCIO








Trabalho solicitado pelo Professor
Rildo Pinheiro, como obtenção
de nota parcial na disciplina Fisiologia.




Manaus -AM
2013INTRODUÇÃO


A prática de exercícios físicos de forma regular é considerada um dos principais fatores de combate ao sedentarismo, além de melhorar a qualidade de vida do homem contemporâneo. Entretanto, é necessária atenção sobre determinados procedimentos durante a atividade física, que podem alterar o aspecto saudável desta atividade. Um dos fatoresresponsáveis por um desconforto da prática de exercícios físicos está relacionado com o surgimento de uma condição de hipertermia ou hipotermia. Nas duas condições apresentadas, ocorre considerável redução da capacidade física, podendo, em situações mais extremas, induzir o praticante à morte.
Levando em consideração que vivemos num país de clima tropical ou subtropical, é frequente durante boaparte do ano o registro de temperaturas e umidades elevadas, perfazendo dessa forma uma condição climática que recomenda cuidados especiais quando da prática de exercícios físicos. Esta condição climática característica do Brasil impõe a necessidade de um conhecimento científico por parte dos profissionais e atletas que lidam com a prática de exercícios físicos na relação atividade física e calorambiental, visto que este poderá impor uma redução da capacidade física, além de desenvolver situações de debilidade física que poderão desenvolver um quadro de hipertermia.
E importante para o professor de Educação Física compreender e identificar os mecanismos de controle da temperatura corporal, a fim de prevenir um stress físico extremo de seu orientado.
Neste trabalhopretende-se, através de uma revisão de literatura, apresentar os fatores relacionados com os mecanismos físicos de perda de calor que contribuem para manutenção da homeostase térmica corporal e as suas implicações quando associados a uma condição de exercício físico. Para o desenvolvimento desta temática serão apresentados os tópicos relacionados ao equilíbrio térmico, o processo de termorregulação, osmecanismos existentes para perda de calor, bem como alguns aspectos relacionando o exercício com a termorregulação.




1. TEMPERATURA CORPORAL

O homem é um ser homotérmico, que apresenta a temperatura interna relativamente constante, até certo ponto independente da temperatura ambiente. Porém, é possível observar certa flutuação da temperatura corporal, quando monitorizada durante um dia,sobre esta variação. Kiedel, citado por WEINECK (1991), encontrou alterações de 0,5 - 1,2ºC para mulheres jovens e 0,5 - 1,5"C para homens jovens, enquanto em crianças a faixa de variação foi maior. Este comportamento não-uniforme da temperatura sofre ainda influência de fatores ambientais, como a exposição ao frio ou ao calor, sendo o exercício outro elemento que modifica a temperatura corporal.Possuímos dois tipos de referenciais de temperatura corporal: o primeiro está relacionado com a temperatura interna (temperatura central), que poderá ser registrada através do reto, no ouvido médio próximo ao tímpano, ou no esôfago; e o segundo, com a temperatura externa (temperatura cutânea). As duas temperaturas corporais (central e cutânea) apresentam diferenças significativas, podendo chegar a2°C. Usualmente esta diferença gira em tomo de 4OC (ASTRAND e RODAHL, 1987). Mesmo na temperatura central não existe uniformidade de valores; ela sofre interferência da região corporal de dentro para fora e do referencial proximal-dista1 (WEINECK, 1991). O estado de neutralidade térmica é caracterizado por uma temperatura central de 36,6"C - 37,1°C e temperatura cutânea variando entre 32 e...
tracking img