Epsódios de queda na terceira idade

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1922 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
FACULDADE SÃO CAMILO BAHIA
CURSO DE ENFERMAGEM

MIRELLE NASARETH

EPSÓDIOS DE QUEDA NA TERCEIRA IDADE

Salvador
2011
MIRELLE NASARETH

EPSÓDIOS DE QUEDA NA TERCEIRA IDADE

Trabalho apresentado à disciplina Saúde do Idoso II, como avaliação parcial da 1ª unidade.

Salvador
2011
Sumário

INTRODUÇÃO

ETIOLOGIA

EPIDEMIOLOGIA

INTERVENÇÕES DEENFERMAGEM /PREVENÇÃO/ TRATAMENTO

DIAGNÓSTICOS DE ENFERMAGEM

INTRODUÇÃO

A ocorrência de quedas na terceira idade é uma questão de grande importância e impacto na saúde pública. Acomete boa parte da população idosa, e está presente em qualquer lugar aonde há a presença deste grupo. Vários são os fatores (tanto internos quanto externos) que influenciam nos episódios de queda. De certo, éimportante levar em consideração fatores econômicos, sociais e culturais ao se analisar a incidência e a prevalência da queda nessa população. A mesma representa, muitas vezes para o idoso a limitação da sua autonomia e o aumento de sua dependência. Deve-se considerar ainda que a população idosa brasileira está aumentando progressivamente com o passar dos anos. Por isso, a atenção voltada para essegrupo deve ser reforçada, incluído a atenção enquanto queda e seus fatores de riscos.
Os idosos residentes de instituições estão mais propensos a esses episódios, que os idosos não residentes. A enfermagem tem um papel fundamental na atenção ao idoso, ela deve está sempre atenta aos riscos e fatores que podem gerar ocorrências de quedas. (MACHADO, 2009). Promovendo assim, uma assistênciaadequada a essa população. Independente de ser ambiente domiciliar ou institucional, o risco para a ocorrência de queda é existente (mesmo que seja em graus diferentes), sendo necessário, portanto a conscientização dos próprios grupos de risco, familiares e profissionais de saúde para as medidas preventivas, e a necessidade da atenção especial ao grupo e conseqüente assistência após um episódio dequeda.

ETIOLOGIA Conforme sua própria definição, a queda se apresenta como o ato ou efeito de cair. Define-se também como um evento não-intencional, que tem como resultado a mudança de posição do indivíduo para um nível mais baixo em relação à sua posição inicial. (CARVALHAES et al). Não se define como uma patologia em si. Porémse mostra como uma condição a qual pode resultar em efeitos prejudiciais, incluído traumas e fraturas. Ou seja, ela pode resultar em processos patológicos, não apenas físicos, mas também psíquicos. Não existe causa única para gerar ocorrências de quedas. Vários são os fatores que levam a esta, direta ou indiretamente. Ao se tratar da terceira idade, percebe-se que este grupo possui números maiselevados, no que diz respeito às taxas de prevalência e incidência da condição citada. Portanto conclui-se que essa população se encontra mais vulnerável e exposta a este perigo. (MACHADO et al, 2009)
O envelhecimento por si só, traz um conjunto de alterações que inclui mudanças físicas, psicológicas e até sociais. O envelhecer leva a um declínio gradual e progressivo das funções orgânicas comoum todo. Declínio das funções celulares, teciduais, anatômicas, neurológicas e sistêmicas (cardíaco, pulmonar, ósseo, entre outros). Dentre essas alterações encontram-se algumas que levam ao aumento da vulnerabilidade do idoso perante o risco de quedas, como exemplo as alterações ósseas, articulares, musculares e cognitivas; alterações na postura; alteração de equilíbrio e locomoção. Dentre ascondições patológicas comuns ao idoso, são várias as que podem elevar ainda mais essa exposição. Dentre essas: doenças cardíacas e pulmonares; artrose e osteoporose; Parkinson; mal de Alzheimer; demência; distúrbios auditivos e visuais; incontinências; distúrbios de marcha; hipotensão ortostática; labirintite; doença geniturinária; álcool; uso de algumas medicações (antidepressivos, ansiolíticos,...
tracking img