Epistolografia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (350 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Uma carta não é somente uma prática de escrita, é uma via de comunicação, bidirecional, produzida entre espaços distintos. Essencialmente um meio de comunicar, a função primária das cartas era a depassar informações aos destinatários sobre os acontecimentos ao redor dos remetentes; posteriormente, então adotadas por artistas literários e pensadores, passaram a ser inseridas em suas narrativas.Tal recurso denomina-se epistolografia, e o romance desenvolvido principalmente através de cartas é o epistolar. Tais termos têm uso antigo, constituindo modo literário a partir das epístolas do NovoTestamento. Importantes obras epistolares são Epístolas, de Horácio, Dracula, de Bram Stoker, A correspondência de Fradique Mendes, de Eça de Queirós, Os sofrimentos do jovem Werther, de Goethe, etc.Um texto epistolar pode não ser ficcional. Existem, por exemplo, epistolários biográficos, livros que reúnem conjunto de cartas pessoais de escritores de interesse nacional, e que deste modoadquirem grandioso valor documental. Assim foram publicadas as cartas de Fernando Pessoa e Mário de Sá-Carneiro, por exemplo, com o objetivo de revelar a verdadeira figura do escritor, não somente comoautor. Além disso, existem publicações de cartas que, ultrapassando os limites da informação, foram usadas para a dissertação de teorias e estudos, alcançando valor didático. Desta maneira AntônioFerreira fez teoria da literatura, Correia Garção traçou as bases literárias do neoclassiscismo, etc.
No entanto, as obras mais famosas desse gênero ainda são os romances. Na ficção, o destinatário dascartas pode tanto ser uma pessoa real quando imaginária, viva ou morta, pode ser o público geral ou pode somente ter em vista sua própria publicação. O ensaio de Vergílio Ferreira Carta ao Futuro, porexemplo, não dirige a alguém em específico, mas sim a toda a humanidade, ao futuro. Na verdade, para o modo epistolar puramente ficcional o destino da carta não importa, mas sim o exercício da escrita...
tracking img