Epistemologia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1312 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 19 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
UNIVERSIDADE ESTADUAL DO SUDOESTE DA BAHIA
COLEGIADO DE DIREITO ANO: 2012.1
DISCIPLINA: METODOLOGIA DA PESQUISA CIENTÍFICA
PROFESSOR: JANA MARUSKA BUUDA DA MATTA
MONITOR: RAFAEL TRINDADE DATA: 04/07/2012
TEMA: EPISTEMOLOGIA (SIGNIFICADO E CONCEITOS)
DISCENTE: JEAN CARLO DOS SANTOS BAHIA

Epistemologia significa ciência, conhecimento; é o estudo científico que trata dos problemasrelacionados com a crença e o conhecimento, sua natureza e limitações e é uma palavra que vem do grego.
A epistemologia estuda a origem, a estrutura, os métodos e a validade do conhecimento, e também é conhecida como teoria do conhecimento e relaciona-se com a metafísica, a lógica e a filosofia da ciência. É uma das principais áreas da filosofia, compreende a possibilidade do conhecimento, ou seja, seé possível o ser humano alcançar o conhecimento total e genuíno, e da origem do conhecimento.
A epistemologia surgiu com Platão, onde ele se opunha a crença ou opinião ao conhecimento. A crença é um ponto de vista subjetivo e o conhecimento é crença verdadeira e justificada. A teoria de Platão diz que conhecimento é o conjunto de todas as informações que descrevem e explicam o mundo natural esocial que nos rodeia.
A epistemologia provoca duas posições, uma empirista que diz que o conhecimento deve ser baseado na experiência, ou seja, no que for apreendido durante a vida, e a posição racionalista, que prega que a fonte do conhecimento se encontra na razão, e não na experiência.
O paradigma dos empiristas é a ciência natural, onde observações e experimentos são cruciais para ainvestigação. A história da ciência na era moderna dá sustentação à causa do empirismo; mas precisamente para esta razão, questões filosóficas sobre percepção, observação, evidência e experimento tem adquirido grande importância.
O paradigma de conhecimento para os racionalistas é a matemática e a lógica, onde verdades necessárias são obtidas por intuição e inferência racionais. Questões sobre a natureza darazão, a justificação da inferência e a natureza da verdade, especialmente da verdade necessária, pressionam para serem respondidas.
Mas para ambas as tradições em epistemologia o interesse central é se podemos confiar nas rotas que elas respectivamente denominam. Os argumentos céticos sugerem que não podemos simplesmente assumi-las como confiáveis; certamente, elas sugerem que trabalho énecessário para mostrar que elas são confiáveis. O esforço para responder ao ceticismo, portanto, fornece um modo distinto de entender o que é crucial em epistemologia. A segunda parte está concentrada na análise do ceticismo e algumas respostas a ele.
Há outros debates em epistemologia sobre, entre outras coisas, memória, julgamento, introspecção, raciocínio, distinção "a priori- a posteriori", métodocientífico e diferenças metodológicas, diferenças metodológicas, se há, entre ciências da natureza e ciências sociais; as questões consideradas aqui são básicas para todos esses debates.

Categorias Epistemológicas
A diversidade de respostas a estas questões traduz uma grande diversidade de concepções da ciência. Torna-se assim necessário encontrar categorias que sirvam para classificá-las eorganizar. É nesse sentido que se apresenta a proposta das quatro categorias epistemológicas indicadas na abaixo. A título exemplificativo, apontam-se os nomes de alguns autores representativos de cada uma delas:
Epistemologias Gerais (August Comte) e Epistemologias Regionais (Georges Canguillhem)
Epistemologias Continuístas (Pierre Duhen) e Epistemologias Descontinuístas (G. Bachelard)Epistemologias Cumulativistas (Karl Popper) e Epistemologias Não Cumulativistas (T. Kuhn)
Epistemologias Internalistas (Popper, Bachelard) e Epistemologias Externalistas (A. Koyré)
1. Epistemologias gerais e regionais (esta categoria diz respeito ao âmbito de uma epistemologia, à extensão do seu campo de análise).
Numa perspectiva generalista considera-se a ciência na sua totalidade. Trata-se de...
tracking img