Epicuro

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (274 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 26 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
O prazer em Epicuro

Epicuro afirma que apesar do prazer ser um bem pode provocar dor.Por isso os prazeres devem ser analisados de forma qualitativa e não quantitativa.Devemosdistinguir o verdadeiro prazer dos prazeres que resultam em pesares.Há duas espécies : prazer em movimento e prazer em repouso.Quando sinto fome(sofrimento) e desejo comer , o prazer emmovimento é o prazer
do sofrimento que se está eliminando : o que experimento ao comer.Já o prazer em repouso é o do sofrimento eliminado, quando estou saciado.
A plena realizaçãodo prazer em repouso se encontra na ataraxia que está em atingir uma serenidade permanente,uma saciação constante,não perturbada nem pelo sofrimento nem pelo desejo.
Para a conquistada ataraxia é necessário saber administrar os desejos. Epicuro os distinguiu em três grupos :
- naturais e necessários ( aqueles desejos ligados à conservação do corpo )
-naturais mas não necessários( desejos e prazeres que constituem as variações supérfluas dos prazeres naturais )
- não naturais e não necessários ( nascidos das vãs opiniões dos homens )Devemos satisfazer os desejos do primeiro tipo, pois tem como natureza eliminar a dor.Já em relação aos desejos do segundo tipo, devemos nos limitar,pois conforme o grau do desejopode provocar danos.Por fim, devemos fugir dos desejos do terceiro grupo, pois eles são responsáveis por provocar perturbações na alma.
Para Epicuro é pela razão que se escolhem osprazeres.O autocontrole,a temperança e a serenidade devem se sobrepor à impulsividade instintiva.
O prazer é ausência do sofrimento do corpo e da alma. Assim como o epicurismo afilosofia budista tenta libertar o espírito das perturbações que o afligem. Assim a felicidade do epicurista pode ser comparada a expressão do universo budista, a felicidade de nirvana.
tracking img