Entrevista com o imortal

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1303 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 25 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Entrevistando um imortal
Agora já sabemos que você é realmente imortal, sei como historiador que você não pode dizer tudo mas eu pergunto o que impressionou sua pessoa tanto tempo de vida no decorrer de tantas mudanças na História?
Imortal: A capacidade do ser humano de sobreviver as mais extremas condições de vida, as relações hostis entre as famílias de cada cultura e diante disso tudo sercapaz de ser vitorioso e lutar por dias melhores.
Como o senhor vê a internet ou a revolução científica na qual passamos na segunda metade do séc. XX e XXI e como isso mudou a humanidade?
A revolução científica como vocês chamam esse período foi uma mudança total... porém eu acho que ninguém faz nada de graça pra ninguém. Durante a 2º guerra e a guerra fria os serviços de inteligência dosprincipais e mais ricos países enganjaram-se em descobrir o que cada país inimigo pretendia mesmo que tivesse que investigar cidadão por cidadão, daí de uma forma ou de outra é interessante para os governos saber da vida de cada um e até que ponto o indivíduo quer conspirar contra o governo ou não. Então eu pergunto até que ponto o cidadão está protegido contra a internet?
O senhor acha que há umaconspiração tecnológica?
Talvez!
O senhor afirma que nasceu antes de Cristo, como era viver naquele tempo e suas relações de poder ?
Quando Pôncio Pilatos foi designado para ficar responsável pela Judéia eu estava em Roma e fui na comitiva dele pra lá, eu não queria sair de Roma e ir pra um lugar inóspito, fora a viagem que a gente sofreu por três meses em desertos passando fome e sede, muitaspessoas morreram, menos aquelas que estavam próximas ao governador. Passamos muito tempo por lá e eu conheci Ieshuá ( Jesus ). Era muito complicado no início, pois os Hebreus falavam aramaico e a gente o Latim. Eu ficava atrás das colunas rindo do governador tentanto conversar com os sumos sacerdotes, eles gesticulavam demais e acabava ficando engraçado.
O senhor afirma que conheceu Jesus?
Simeu conheci, a gente dava dura nele todos os dias, pois ele tinha muitos amigos entre os zelotas e ele era uma pessoa tão inteligente passava tanta paz que nós acabávamos deixando ele ir. Uma vez à noite eu fui conversar com ele lá em Cafarnaum, aproveitei uma brecha e consegui falar com ele. Ele sabia tudo sobre a minha vida... Ele era um homem muito a frente de seu tempo, ele não fazia umapolítica individualista, ele realmente acreditava no potencial das pessoas e que isso unificado pela paz é claro seria capaz de mudar aquele cotidiano de maldade, de repressão subordinação. Pois tudo na época era muito rígido, as coisas não eram como hoje, o povo palestino vivia não somente sob a repressão romana mas também a repressão religiosa do povo Judeu e era exatamente isso que Jesus combatia.Jesus amava aquele povo, gostava da gente também pois apesar de sermos Romanos ele não fazia distinção de ninguém, foi um homem sensacional me fez chorar, pois por mais estressado que você estivesse quando fixava o olhar sobre a pessoa dele, você sentia tanta paz dentro da alma que você como que automaticamente se desarmava.
Quando Jesus foi crucificado o senhor estava lá? Viu aquela crueldade?
Acrucifixão era uma coisa comum, naquele período era a pena de morte da época, toda a semana tinha crucifixão por lá, em Roma e em muito outros lugares, mas eu não estava lá tinha sido convocado de volta à Roma pois o império começava a ruir. A gente não queria saber o que o senado ou o imperador estavam fazendo nós lutávamos dia e noite pra poder sobreviver. Era complicado manter-se alimentadonaquele tempo, um desafio pra quem queria passar o dia sem fome, hoje você vai a um supermercado e tem de tudo, naquela época se desse um inverno rigoroso populações inteiras morriam de fome.
E as Religiões? O que o Senhor tem dizer de tantas afirmarem a verdade absoluta.
Foi bom você tocar nesse assunto! Olha vou dizer uma verdade: O ser humano não precisava arrumar tanta confusão e morte por...
tracking img