Ensinar uma especificidade humana

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3874 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 17 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
PAULO FREIRE

CAPÍTULO III – ENSINAR É UMA ESPECIFICIDADE HUMANA



“É a segurança que se expressa na firmeza com quem atua, com que decide, com que respeita as liberdades, com que discute suas próprias posições, com que aceita rever-se.”

Paulo Freire



Quando se fala em competência profissional, estamos também falando de como o educador se porta como tal, se ele se valoriza,e principalmente se ele se mantém sempre atualizado e estudioso para que assim possa sempre ter o respeito de seus alunos, já que um professor que não sabe exercer sua função ou não tem pleno domínio do conteúdo acaba ficando um pouco desmoralizado com a sua turma. O professor precisa saber usar a sua autoridade em sala de aula com sabedoria. Conseguir dos alunos respeito e não medo. A melhorforma de se obter esse feito é justamente sabendo que o aluno é um ser que está sempre em constante construção de seu saber, mas que nem por isso deve ser desmerecido. Um professor deve ser generoso, sabendo reconhecer as qualidades de seus alunos e valorizar seus feitos. Mas para que esse mecanismo funcione perfeitamente é necessário que o poder público também saiba valorizar o profissional daeducação para que o mesmo seja capaz de cumprir com suas obrigações educativas, mas que também seja respeitado e valorizado pela execução das mesmas.

Para que ocorra um ensino de qualidade, é preciso o comprometimento dos professores, dos pais e dos alunos. Educar um aluno é muito mais que treinar e depositar conhecimentos para a sua formação, necessitamos de ética e coerência e estas precisamestar vivas e presentes em nossa prática educativa, pois isso faz parte de nossa responsabilidade como agentes pedagógicos. É preciso ter esperança e otimismo necessários para mudanças e nunca se acomodar.
O professor precisa estar disposto a ouvir, a dialogar, a fazer de suas aulas momentos de liberdade para falar, debater e ser aberto para compreender as opiniões de seus alunos. Éimportante que o educador tenha uma reflexão crítica sobre a prática educativa, pois sem ela a teoria pode ir virar apenas discurso. Quando se diz que não há docência sem discência, quer dizer que: quem ensina ‘aprende o ensinar’, e quem aprende ‘ensina o aprender’, sendo este posicionamento essencial para um bom aprendizado.
Ensinar não é transferir conhecimento, mas criar as possibilidades para asua produção ou a sua construção. Desse modo, o ensino não depende exclusivamente do professor, assim como aprendizagem não é algo apenas de aluno, as duas atividades se explicam e se complementam, os participantes são sujeitos e não objetos um do outro.
De acordo com Paulo Freire, o educador comprometido com sua proposta de educação deve afirmar a rigorosidade do método com o qualtrabalha, tendo clareza em seus objetivos e com um discurso que não pode ser diferente da prática. A educação democrática não pode usar o método transferidor, não pode limitar o ensino à transferência de conteúdos verificada na definição de educação bancária. Uma das principais obrigações é o ensinar a pensar certo o que não quer dizer que o ensinado vai ser o que o professor tem como certo, como suaverdade, mas sim, dialogar sobre essas possíveis verdades. Tanto educador quanto educando devem ser sujeitos na construção do conhecimento. “Quem ensina aprende ao ensinar e quem aprende ensina ao aprender”. Educador e educando devem negar a passividade, o “depósito” de conteúdos em um “recipiente vazio”. Educar é substantivamente formar.
A educação jamais é neutra, ela pode implicar tanto oesforço da reprodução da ideologia dominante quanto o seu desmascaramento. Para Paulo Freire, a Pedagogia da Autonomia deve estar centrada em experiências estimuladoras da decisão, da responsabilidade, ou seja, em experiências respeitosas da liberdade. Para isso, ao ensinar, o professor deve ter liberdade e autoridade, em que a liberdade deve ser vivida em coerência com a autoridade. O...
tracking img