Ensaio sobre o tempo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1054 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 9 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ENSAIO SOBRE O TEMPO
CONSIDERAÇÕES PRELIMINARES

No clássico Alice através do espelho, do escritor inglês Lewis Carroll, há uma interessante passagem em que Alice conversa com a Rainha Branca a respeito do futuro e do passado. A Rainha oferece a Alice um salário para que esta se torne sua dama de honra, salário este que inclui uma dose de saborosa marmelada todo dia de ontem e de amanhã. Alicese mostra confusa: o ontem já passou, o amanhã está por vir. Como vivemos sempre o presente, ela nunca veria a geléia. A Rainha diz, então: “Mas isto é o que ocorre quando se vive para trás. No começo a gente sempre fica um pouco confusa”.
“Viver para trás!”, disse Alice estupefada, “Nunca tinha ouvido falar de uma coisa desta!”. “Há uma grande vantagem nisto, que é o fato de que a memóriafunciona em ambas as direções”, contrapõe a Rainha. “Tenho certeza de que a minha só funciona em uma direção”, disse Alice, “Não consigo me lembrar de coisas antes que elas tenham acontecido!”. “Só uma memória ruim se lembra apenas das coisas do passado”, disse a Rainha. “De que tipo de coisa você se lembra melhor?”, Alice ousou perguntar. “Oh, coisas que aconteceram na semana depois da próxima”,respondeu a Rainha num tom desinterassado. “Por exemplo, agora”, continuou ela enquanto colocava um grande pedaço de curativo no dedo à medida que ia falando, “tem o mensageiro real. No momento ele se encontra na prisão sendo punido. E o julgamento só começa na quarta-feira que vem! O crime obviamente virá por último.”
Tentar compreender o que é o tempo, - o passado, presente e futuro, tal como nafábula acima narrada -, é, talvez, uma das mais difíceis empreitadas que enfrentamos em nossas vidas, afinal, antes de tentar compreender o seu sentido, sempre que pensamos nele, somos compelidos a um sentimento nostálgico, melancólico ou experimentamos um sentimento ensurdecedor de ansiedade. O tempo é um algo, a princípio, indecifrável e, principalmente, indomável.
Partiremos, portanto, natentativa de compreendê-lo da feitura de um exercício fenomenológico, procurando, no do senso comum, entender o que é o tempo e o porquê da necessidade dele.
Da observação do cotidiano poderíamos, então, dizer que o tempo é “aquilo que aconteceu entre o que passou, o que se passa agora e o que está por vir”. Poderemos afirmar, também, que ele é mensurável, em nossas vidas humanas, por segundos, minutos,horas, dias, meses, anos e décadas e por infinitas frações derivativas dessas mencionadas. Finalmente, diremos que seu sentido, através “do tempo”, mudou ao longo da história do homem sobre a Terra, afinal, viajando por “ele” partimos de “eras geológicas” e chegamos “às frações de segundo” o que permite, alguns, afirmar que o tempo “está passando cada vez mais rápido”.
Assim, tal como compreendeImmanuel Kant o tempo é essencial e tudo está marcado por ele. Para Kant, “o tempo é uma das formas da nossa "intuição". Ou seja, o tempo não é uma característica dos objetos externos, e sim da mente subjetiva que deles tem consciência. Kant acreditava que a idéia do tempo linear científico era uma conseqüência automática do fato de sermos criaturas racionais”.
Dessa forma, COSTA et. al. (2009,p. 376) afirma que “desde a antiguidade o ser humano tentou analisar racionalmente o transcorrer do tempo, procurando objetivar a sua marcha, verificando as suas repetições e relacionando-as com o espaço. O surgimento e o desaparecimento do sol a intervalos regulares permitiram ao homem estabelecer o dia e a noite, cada um com seu intervalo de atividade e repouso. Os dias foram organizados emsemanas, meses e anos, marcas numéricas ainda adotadas atualmente (Forghieri, 1993). Dessa forma, ter consciência do “tempo assimilado ao espaço” significa estabelecer marcas entre dias e noites, manhãs e tardes, entre anos, meses, semanas, estações do ano, por instrumentos numéricos ou pela variação do sol no céu”. Atribuímos a essa racionalidade descrita o conceito do quem vem a ser o tempo...
tracking img