Ensaio sobre o conto david swan – hawthorne, nathaniel.

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1155 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de outubro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Por Gaby Carvalho¹

Em seu conto, David Swan, Nathaniel mostra um rapaz chamado David Swan que está viajando de uma cidade para a outra, o que pode nos levar a um dos mitos do sonho americano. David sai de sua terra natal, como os colonos fizeram, para chegar à cidade em que seu tio, que é negociante, reside, ou seja, o lugar de oportunidades para que ele conquiste algo “(...) na entradaque da sua terra natal conduz à cidade de Boston, onde seu tio, um modesto negociante do ramo de mercearias, tenciona pô-lo ao balcão.” (HAWTHORNE, Nathaniel. David Swan, p. 33.).
O elemento natureza surge ao lado da estrada quando, no meio da viagem devido ao cansaço, ele adormece na grama, na qual começam a surgir varias outras árvores “Como que plantado mesmo que de propósito, não tardou aaparecer um pequeno grupo de árvores, tendo no meio um agradável retiro e uma fonte tão fresca e borbulhenta, que parecia nunca ter brilhado aos olhos de outro caminhante, antes de David Swan.” (HAWTHORNE, Nathaniel. David Swan, p. 33.). A natureza está ao lado da estrada, paralela ao concreto, podendo ser vista como a busca de sua liberdade e a representação do estado de espírito em que apersonagem se encontra, visto também na serenidade, tranquilidade e paz que David revela enquanto dorme nesse espaço natural. O ato de adormecer traz para David o estado de relaxamento, é a fuga do real para o subjetivo, para o idealizado no intimo, até que comece o tempo de recuperação de suas forças, ou seja, até que ele volte a por em prática seu deslocamento em busca da ascensão, em busca do seucaminho.
Muitas pessoas passam por David durante o sono, desde um pastor que achou que ele estava bêbado a assaltantes que premeditaram matá-lo caso reagisse ao furto, sem que nenhuma delas conseguisse interromper seu sono profundo e sereno “Porém, a censura, o louvor, o riso, o desdém, a indiferença, eram tudo a mesma coisa, ou melhor, nada representavam para David Swan.” ( HAWTHORNE,Nathaniel. David Swan, p. 34.). Nesse contexto, podemos notar o individualismo, David ao “adormecer”, ao refugiar-se na natureza, passa a ter um mundo só seu. Para David nada acontece fora do seu subjetivo, enquanto as demais personagens veem tudo, sabem tudo o que está a acontecer ao redor.
Curiosamente o nome da personagem David Swan (cisne) apresenta um simbolismo marcante: o cisne é um animalaquático que reflete sua imagem no espelho d’água. No caso de David, ele apresenta-se individualista, o que pode ser comparado ao narcisismo.
A presença da mulher como ser angelical, inalcançado, inocente, puro e belo, como musa, anjo “Enrubescendo como a mais vermelha das rosas, por ter penetrado dessa maneira no quarto de um cavalheiro, dispôs-se imediatamente a efetuar uma retirada nosbicos dos pés.” (HAWTHORNE, Nathaniel. David Swan, p.36.).
A fortuna aparece como algo a ser conquistado, vista duas vezes entregue de mão beijada para Swan enquanto este se encontra adormecido. No primeiro momento essa fortuna é vista como desnecessária diante de sua paz de espírito “Um sono assim, dispensando qualquer droga, seria mais valioso para mim do que a metade da minha fortuna, poissignificaria saúde e espírito sereno.” (HAWTHORNE, Nathaniel. David Swan, p. 34.). No segundo momento a fortuna aparece atrelada ao amor, que não ocorre, é a idealização romântica acerca do amor, que apesar de poder ser grandioso é difícil, sofrido, proibido ou impossível de acontecer, como no caso de Swan que está dormindo e deixa seu possível amor passar:
Ela viera, a donzela cuja alma, deacordo com a velha e encantadora crença, se separara de si própria, a donzela que ele, em todos os vagos mas apaixonados anseios, sempre desejara encontrar. Só ele poderia amar com perfeito amor, só ela o poderia receber no fundo do coração... Agora, a sua imagem refletia-se tenuemente, alo, na fonte, ao lado dele; se ela se desvanecesse, o seu feliz resplendor nunca mais brilharia na existência de...
tracking img