Ensaio de granulometria

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1451 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 10 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

Disciplina: Mecânica dos solos I
Professor:
Dias de ensaio: 20/06/2012 á 22/06/2012


Índice.






Ensaio I- GRANULOMETRIA POR PENEIRAMENTO NBR 7181/8------ Pag. 2

Ensaio II- LIMITES NBR 6459/84------------------------------------------------- Pag.3

Ensaio III - Compactação NBR 7182/86------------------------------------- Pag.5Conclusão---------------------------------------------------------------------------- Pag.7
Para o inicio dos ensaios, foi coletado cerca de 10,00kg de amostra de solo no bairro João de Deus em Petrolina-Pe como solicitado pela técnica em laboratório, daí então demos inicio aos mesmos, sendo o primeiro realizado o de granulometria, limites e por fim o de compactação.


Ensaio I
(GRANULOMETRIA POR PENEIRAMENTO NBR 7181/84)1.Introdução.

O ensaio de granulométria é utilizado para determinar a distribuição granulométrica do solo, ou em outras palavras, a percentagem em peso que cada faixa especificada de tamanho de grãos representa na massa seca total utilizada para o ensaio.
O objetivo primordial do ensaio de granulometria é obter a curva granulométrica de um solo. Através da curva granulométrica pode-se estimar aspercentagens (em relação ao peso seco total), correspondentes a cada fração granulométrica do solo.

2.0 Materiais e métodos.

2.1Materiais.

➢ Agitador de peneiras;
➢ Peneiras;
➢ Recipientes;
➢ Balança;
➢ Almofariz;
➢ Mão de grau.


2.2Métodos.

Inicialmente fomos orientados pela técnica em laboratório Damiana nos orientou a fazer o quarteamento da amostra,após isso fizemos a destorramento com o uso do almofariz e a mão de grau da mesma e preenchemos 2 capsulas, posteriormente coletamos separamos 1000g de solo peneirados na peneira de numero n° 10 (2mm), o material retido foi lavado e posto na estufa para secar.
Logo após foi pego 120g do material que passou pela peneira n° 10, lava-se na peneira 200 (0,075mm),também colocando na estufa para secara 105°.
Depois que a secou o material passou pelo peneiramento tanto grosso quanto fino, passando pelas peneiras em ordem da mais grossa a mais fina onde foi anotado á massa retida em cada peneira.
Descartar o material que passar na peneira n º 10 (peneiramento grosso) e o material que fica no fundo do peneiramento fino (silte, argila e areia muito fina)
Por fim preenchemos a lista degranulometria por peneiramento e sedimentação (em anexo) com o auxilio das formulas já aplicadas em aula.


Ensaio II
LIMITES NBR 6459/84

1. Introdução.


O limite de liquidez de um solo é o teor de umidade que separa o estado de consistência líquido do plástico e para o qual o solo apresenta uma pequena resistência ao cisalhamento. O ensaio utiliza o aparelho de Casagrande, onde tanto oequipamento quanto o procedimento são normalizados (ABNT/NBR 6459/82).

2.0 Materiais e métodos.

2.1Materiais.

➢ Aparelho de casa grande;
➢ Espátula;
➢ Recipiente;
➢ Balança com resolução de 0,01;
➢ Cápsulas;
➢ Estufa;
➢ Cinzel.


2.2Métodos

Ao inicio do ensaio a técnica nos orientou a fazer o quarteamento e o destorroamento da amostra , em seguidapeneiramos a mesma na peneira nº 40, colocamos o material em um recipiente e foi adicionado um pouco de água para que ele fique bem pastoso, com uma espátula coloca parte da amostra na concha do aparelho Casa grande mais ou menos até a sua metade depois com o cinzel a técnica fez um rasgo bem central e aplicou-se golpes para que um dois lados do rasgo se unissem, quando isso acontecer deve anotar onúmero de golpes, retira parte da amostra do local onde fechou, coloca em uma cápsula e leva para a estufa para determinar a umidade.
São necessários 5 pontos para traçar o gráfico,o limite de liquidez é dado pela porcentagem o teor de umidade em 25 golpes.

3. Conclusão.


Não foi possível realizar o limite de liquidez, pois não conseguimos pegar 5 pontos pelo fato da amostra ser...
tracking img