Enron

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 8 (1960 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 27 de fevereiro de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Bolsa 14/09/2011 11:00

10 trapaças para inflar o preço de ações

O emblemático caso Enron ilustra até que ponto uma companhia pode chegar para tapear seus acionistas em interesse próprio
João Sandrini, de

São Paulo – Falida há quase dez anos, a empresa de energia americana Enron acumulou bons e maus superlativos durante sua existência. Chegou a ser a sétima maior companhia dos EstadosUnidos, com valor de mercado de 65 bilhões de dólares. Foi premiada diversas vezes como a companhia americana mais inovadora. E protagonizou a maior fraude corporativa da história dos EUA.

Escândalos como o da Enron estão mais para exceção do que para regra no mercado de capitais. O caso, na verdae, levou a uma completa revisão das leis que regem a atuação dos participantes do mercado americano.Os principais executivos da companhia tiveram punições exemplares: Ken Lay morreu antes de cumprir pena, mas Jeff Skilling foi condenado a 24 anos de prisão e permanece trancafiado até hoje.

Casos como do banco PanAmericano no Brasil e dos fundos de Bernard Madoff nos EUA comprovam, entretanto, que as brechas para novos escândalos no mercado nunca serão totalmente tapadas. A seguir, EXAME.comdescreve as trapaças utilizadas pela Enron para enganar os próprios acionistas (as informações foram retiradas do documentário “Enron – Os Mais Espertos da Sala”). Para um investidor precavido, vale a pena conhecê-las. 1 - Artifícios contábeis

Essa é a peça-chave de todo o esquema fraudulento montado pela Enron. A empresa sempre apresentava lucros crescentes em seus balanços trimestrais, mas, naverdade, era dona de diversos ativos de energia e gás que só geravam prejuízos. Para disfarçar operações deficitárias, os controladores da Enron usaram e abusaram de uma técnica conhecida como “marcação a mercado”. Potenciais benefícios futuros de contratos fechados pela empresa no presente eram imediatamente lançados como lucro no balanço trimestral – ainda que fosse impossível de avaliar seesses ganhos realmente se materializariam dentro de alguns anos.

Portanto, o balanço, que deveria ser bem objetivo e baseado em números reais, acabava sujeito a todo tipo de manipulação por parte da empresa. Para manter as mentiras antigas encobertas sem despertar a desconfiança do mercado, as fraudes contábeis tinham de ser cada vez maiores. Em determinado ponto, a Enron chegou a esconder dívidasde 30 bilhões de dólares ao colocá-las em nome de subsidiárias. Um investidor que destrinchasse um balanço inteirinho da empresa poderia não ter acesso à informação sobre existência dessa enorme montanha de débitos. 2 - Cooptação do auditor

A Arthur Andersen era a auditoria responsável por fiscalizar os balanços da Enron e alertar os acionistas em casos de “contabilidade criativa”. Mas aempresa de auditoria mais antiga dos EUA sempre foi omissa em relação à Enron. Os detalhes de sua atuação não são conhecidos. O que se sabe é que a Enron pagava cerca de 1 milhão de dólares por mês à Arthur Andersen e que, em setembro de 2001, pouco antes da descoberta das fraudes, a auditoria destruiu mais de uma tonelada em documentos relativos às contas da cliente. Essa revelação chocou a opiniãopública de tal forma que a própria Arthur Andersen foi obrigada a declarar falência e a demitir 29.000 colaboradores.

3 - Pressão sobre os analistas

Quase todos os analistas de grandes bancos e corretoras americanas recomendavam a compra das ações da Enron. Mas nem todos gostavam da empresa. A Merrill Lynch chegou a distribuir relatórios em que fazia uma avaliação ruim da Enron comoinvestimento. No documentário, o analista John Olson, da Merrill Lynch, diz que, em determinado momento, o diretor financeiro da Enron, Andrew Fastow, não gostou nada de seus comentários e telefonou para a cúpula do banco para dizer que não faria negócios com eles se as ações não fossem bemavaliadas. No dia seguinte ao telefonema, o analista foi demitido.

A sequência do episódio é ainda mais bizarra....
tracking img