Engrenages

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1293 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 23 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
ENGRENAGENS Engrenagem – Mecanismo de transmissão de movimento circular, entre dois eixos, em que i =const. CLASSIFICAÇÃO DAS ENGRENAGENS QUANTO AO TIPO DE INTERACÇÃO ENGRENAGENS DE ATRITO - A transmissão é feita devido à força de atrito. - A força de contacto em geral é elevada originando elevadas forças nos apoios. - Limitado a pequenas potências - Necessidade de revestimento de entre rodas.Geralmente é macio causando variação do entre-eixo, e portanto variação de i. - Há sempre algum escorregamento na transmissão. - Utilização prática – Variadores de velocidade. ENGRENAGENS DE RODAS DENTADAS - É construída por engrenagens de dentes abertos nas periferia, transmitindo o movimento pela interacção entre os dentes. - Relação de transmissão constante - Transmissão de pequenas a elevadaspotências - Elevado rendimento. QUANTO À POSIÇÃO RELATIVA DOS CENTROS DE ROTAÇÃO

QUANTO À INCLINAÇÃO DOS DENTES Dentes rectos - Eixo longitudinal do dente paralelo ao eixo da roda Dentes helicoidais - Eixo longitudinal do dente desenvolvido segundo uma hélice de eixo coincidente com o eixo da roda. Dentes espirais - Eixo longitudinal do dente desenvolvido segundo uma espiral cónica de eixocoincidente com o eixo da roda. Dentes curvos - Eixo longitudinal do dente desenvolvido em curva sobre uma superfície cónica, com inclinação variável relativamente à geratriz. Sistemas Mecânicos - ENGRENAGENS RC2000 Pág. 1

QUANTO À POSIÇÃO RELATIVA DOS EIXOS E À FORMA DAS RODAS Complanares - Paralelas ou cilíndricas Se uma tiver raio infinito chama-se cremalheira - Concorrentes ou cónicas Nãocomplanares - Torsas cilindricas - Torsas cónicas ou Hipóides RELAÇÃO DE TRANSMISSÃO, I É a relação entre velocidades de rotação de dois corpos, relativamente a outro (fixe), que transmitem movimento de um para o outro. Se a transmissão for redutora de 1 para 2 ter-se-à:
i= ω1 ; ω2

ω1 > ω 2

Se a transmissão for multiplicadora de 1 para 2 ter-se-à:
i=

ω2 ; ω1

ω1 < ω 2

Considera-segeralmente a relação da maior para a menor velocidade.
ω1 v I R 1 R 2 = = ω2 v I R 2 R 1

i=

Módulo
M= Z D

Condição de engrenamento M1 = M 2
ω1 v I R 1 R 2 Z 2 = = = ω 2 v I R 2 R 1 Z1

Pode-se ainda escrever que: i =

Roda de menor diâmetro Roda de maior diâmetro

CARRETO RODA

Sistemas Mecânicos - ENGRENAGENS -

RC2000

Pág. 2

Sistemas Mecânicos - ENGRENAGENS -

RC2000Pág. 3

Sistemas Mecânicos - ENGRENAGENS -

RC2000

Pág. 4

INTERFERÊNCIA

Número de dentes mínimo para o caso de engrenagens cilíndricas de dentes rectos:

Z1 ≥ − Z 2 + Z 2 + 2

4(1 + Z 2 ) sen 2 α

em que α , é o ângulo de pressão (geralmente α = 20 º ) Exemplos:
Para Para

Z2 = ∞ ;

Z1min = 18

Z 2 = Z1 ;

Z1min = 13

Sistemas Mecânicos - ENGRENAGENS -

RC2000Pág. 5

Dimensão relativa e potências máximas transmitidas em engrenagens Tipo de arranjo Cilíndrica de dentes rectos Cilíndrica de dentes helicoidais Cilíndrica dupla Sem-Fim Hipóide Planetário Simples Planetário dupla redução
1 hp = 0.7457 kW

Nominal max. HP 3.000 30.000 --------1.000 10.000 10.000

5:1 Pequena Pequena

20:1

50:1

100:1

Média Pequena Pequena M. Pequena M.Pequena M. Pequena Pequena Pequena Pequena Pequena Pequena

Sistemas Mecânicos - ENGRENAGENS -

RC2000

Pág. 6

TRENS DE ENGRENAGENS Nome que se dá a um mecanismo de transmissão de movimento quando tem mais do que duas rodas. A aplicação de duas rodas dentadas simples (engrenagem mais simples) está condicionada a um valor limite da relação de transmissão i. Esta limitação é devida a: -Possibilidade de interferências. - Necessidades de rodas de grandes dimensões.

CLASSIFICAÇÃO TRENS NORMAIS (os veis que suportam as rodas têm apoios fixos) - SIMPLES Cada roda tem o seu próprio veio - COMPOSTOS Há pelo menos duas rodas montadas no mesmo veio - REVERTIDOS Os veios de entrada e saída são coaxiais - NÃO REVERTIDOS TRENS EPICICLOIDAIS (pelo menos o eixo de uma roda não é fixo) - COM...
tracking img