Engenharia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1157 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 12 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Católica de Salvador
Engenharia Cívil -2012.2

Alunos:
Daniel Oliveira

BACIA DO LUCAIA
Hidrologia
Prof. BRUNO JARDIM

Salvador
2012

Bacia do Rio Lucaia

É um braço do Rio Camurugipe, a partir do Iguatemi. Recebe águas de córregos de Brotas e vai desaguar no Largo da Mariquita, no Rio Vermelho.
A presença de um grande volume de lixo às margens do Lucaia denunciaque algo mais é lançado em seu leito além das águas de esgoto.
A bacia do Rio Lucaia compreende os seguintes bairros:
Tororó, Nazaré, Barris, Boa Vista de Brotas, Engenho Velho de Brotas, Federação, Acupe,Engenho Velho da Federação, Rio Vermelho, Chapada do Rio Vermelho,Itaigara, Santa Cruz,Candeal, Nordeste de Amaralina e Vale das Pedrinhas

MÉTODO RACIONAL

Modelagem matemática dométodo.
Q=K.C.i.A onde:
Q=vazão máxima provocada na seção controle
C= coeficiente de escoamento superficial
I = intensidade da chuva considerada para determinada recorrência
A = área da bacia de contribuição, em ha
K= coef. De ajuste entre vazão, intensidade e área (para unidades considerada k=
Método do hidrograma unitário triangular(hut, Grandes Bacias)

O Método do Hidrograma UnitárioTriangular considera que o escoamento unitário é função da precipitação antecedente, da impermeabilidade do solo, da cobertura vegetal, do uso da terra e das práticas de manejo do solo, agrupando todos estes fatores em um só coeficiente, que transforma a precipitação total em precipitação efetiva. Esses coeficientes foram expressos em função das curvas-número (CN), que foram tabeladas da mesma formaque os coeficientes de escoamento superficial.



D<=tc/s
Ta=D/2+0,6.tc
Tb=2.67 ta
Todos os tempos em hora vazão em m3/s
Área da bacia (Ab) em km2

i=A.tr^m/(td+b^n)
Equação de chuvas
Modelo pluvio
i=1.288.5*20^0.200/(5+22)^0.81 = 178.77mm *2.78=496.99 l/hc
A= 110*90mm=99’00m2=0.99ha
Q=2.78*0.65*178.77*0.99
Q=319.80m3/s
C= 0,65
0.65=área da ocupação(tabela/zonaurbana)

A bacia de contribuição de 7.8 ha com tc=10min e c=0.55, a partir do hidrograma esperado para uma precipitação de 40 minutos de duração. Tempo em intervalos de 10 min e considerar que esta precipitação possua a intensidade relativa ao tr estipulado para 20 anos em todos os intervalos.

ti | i(mm/h) | prec.total | pi | prec.arrumada | rearru. | Q=2.78.c.i.a | c=0.55 |
10 | 133.70 |22.28 | 22.28 | 7.05 | 42.3 | 504.45 | i=42.3 |
20 | 107.27 | 35.76 | 13.48 | 13.47 | 80.82 | 963.9 | a=7.8 |
30 | 90.23 | 45.11 | 9.36 | 22.28 | 133.70 | 1.594.3 | |
40 | 78.25 | 52.16 | 7.05 | 9.36 | 56.16 | 669.8 | |

Fórmulas de Kirpich e do Califórnia CulvertsPractice (CCP)
(Kirpich)ou (CCP)

Metodo do soilconservationservice- scs
O Método do Hidrograma ou do HidrógrafoTriangular Unitário (MHTU), foi desenvolvido pelo "U.S SOIL CONSERVATlON SERVlCE" para o cálculo das descargas do pico das grandes bacias até o limite de 2.500 km² de área drenada.
O MHTU considera que o escoamento unitário é função da precipitação antecedente,impermeabilidade do solo, cobertura vegetal, uso da terra e prática de manejo do solo, agrupando todos estes fatos em um só coeficiente(grupo de curvas CN).
Graficamente o MHTU assume a forma apresentada a seguir.
Hidrograma Básico
Imagem

Segundo o esquema básico do hidrograma, a sua formulação consiste nos seguintes parâmetros:
t = tempo unitário de duração de chuva, em função de tc, sendo expresso em horas. t = tc/5
tp = Tempo de pico. É o tempo em que decorre uma máxima de cheia na bacia considerada, sendo também expressoem horas.
tp = t/2 + 0,6 tc
tr = Tempo de descida ou retomo. É o tempo decorrente até a normalização da descarga da bacia considerada após a precipitação. É fornecido em horas.
tr= 1,67tp
tb = Tempo base. É o tempo medido entre o inicio e o final da precipitação, enquanto a bacia volta a ter a sua descarga normal, sendo obtido em horas.
tb = 2,67tp
Qp = Descarga de pico unitária para...
tracking img