Engenharia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 23 (5731 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 11 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Requisitos profissionais do estudante de engenharia de produção: uma visão através dos estilos de aprendizagem
Alessandra Aparecida Freitas (EESC-USP) – alessandraafreitas@yahoo.com.br Danielle Vasconcellos Dornellas (EESC-USP) – danielledornellas@yahoo.com.br Renato Vairo Belhot (EESC-USP) – rvbelhot@sc.usp.br

Resumo: Este artigo discute como o ensino de engenharia pode ter melhores resultados,a partir da utilização do conhecimento dos estilos de aprendizagem, ou seja, as diferentes preferências por perceber e processar as informações. E, dessa forma poder contribuir para o desenvolvimento de habilidades, comportamentos e atitudes exigidos atualmente pelo mercado de trabalho, preparando o futuro engenheiro de produção para os diferentes desafios que irá enfrentar. Foram coletados dadosde uma amostra de 123 alunos de alunos dos cinco anos de graduação do curso de Engenharia de Produção Mecânica, da USP/São Carlos utilizando os inventários de Felder e Soloman e o de Keirsey e Bates. A partir da análise dos dados coletados buscou-se traçar o perfil dominante dos estilos de aprendizagem desses estudantes. Os resultados obtidos indicam que há predominância de certas dimensões sobreoutras, evidenciando tendências no modo preferido de aprender. Os estudantes, em sua maioria, são Ativos (60%), Sensoriais (72%), Visuais (78%), e Globais (55%) segundo o inventário de Felder e Soloman. Os Extrovertidos (59%), Intuitivos (45%), Racionais (61%) e os Estruturados (75%) são as dimensões mais representativas entre os estudantes, de acordo com o inventário de Keirsey e Bates.Palavras-Chave: Ensino de Engenharia; Estilos de Aprendizagem; Indicador de Estilos de Aprendizagem; Classificador de Temperamento. Abstract: Researchers have found strong evidence of different learning styles in students, and they have been investigating the effect of matching and mismatching a style with teaching methods. Many educators aware of how learning styles affect learning have successfully usedlearning style theories to better understand students and to progressively improve teaching strategies. In order to carry out an exploratory study about the learning styles of the students enrolled at Production Engineering Department of USP - São Carlos, two different learning styles inventories are used: the Index of Learning Styles - ILS and the Temperament Sorter. Both inventories had theiruse authorized by developers for research purposes. From all the students, 123 answered the Keirsey questionnaire and 121 filled out the Felder & Soloman Index of Learning Styles - ILS. Gathered data indicate predominant dimensions for each learning style inventory. Most of the students that filled out the questionnaires are Active (60%), Sensing (72%), Visual (78%) and Global (55%) according tothe ILS. Extrovert (59%), Intuitive (45%), Thinkers (61%) and Judgers (75%) are the majority among them, according to the Temperament Sorter. Keywords: Engineering Education; Learning Styles; Index of Learning Styles; Temperament Sorter.

Recebido em : 00/00/06 Aprovado em : 00/00/06

Requisitos profissionais do estudante de engenharia de produção: uma visão através dos estilos de aprendizagem

1.INTRODUÇÃO
XII SIMPEP – Simpósio de Engenharia de Produção
As críticas ao modelo formal de ensino crescem a cada dia, devido à sua limitada adequação às necessidades do aluno e da sociedade. O processo de ensino é massificado, ignorando as individualidades, preferências e conhecimentos prévios dos estudantes (DIB, 1994). Esta é a situação da maioria dos cursos de graduação, principalmente os daárea de exatas, como a é o caso das engenharias. Concomitantemente, o mercado de trabalho deseja um profissional que possua determinados conhecimentos técnicos, habilidades e comportamentos, ou seja, competências específicas. A competência pode ser definida como ato de “saber agir”, ou seja, saber se posicionar para mobilizar pessoas e recursos dentro de uma empresa (FLEURY, 2005). Por sua vez, a...
tracking img