Eng. economica

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 134 (33295 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
ENGENHARIA ECONÔMICA I

Edson de Oliveira Pamplona José Arnaldo Barra Montevechi

2006

SUMÁRIO
• CAPÍTULO I - GENERALIDADES • CAPÍTULO II - MATEMÁTICA FINANCEIRA
II.1 - Juros Simples II.2 - Juros Compostos II.3 - Fluxo de Caixa II.4 - Relações de Equivalência II.5 - Séries Perpétuas II.6 - Taxa Efetiva, Nominal e Equivalente II.1 II.2 II.4 II.5 II.16 II.17

• CAPÍTULO III - ANÁLISE DEALTERNATIVAS DE INVESTIMENTOS
III.1 - Generalidades III.2 - Taxa Mínima de Atratividade III.3 - Critérios Econômicos de Decisão III.4 - Circunstâncias Específicas III.5 - Problemas Propostos III.1 III.1 III.2 III.9 III.13

• CAPÍTULO IVa – DEPRECIAÇÃO DO ATIVO IMOBILIZADO
IVa.1 – O Ativo Imobilizado IVa.2 – Métodos de Depreciação IVa.1 IVa.5

• CAPÍTULO IVb - INFLUÊNCIA DO IMPOSTO DE RENDAIVb.1 – Influência do Imposto de Renda IVb.2 – Lucro tributável negativo IVb.3 – Somente custos IVb.1 IVb.3 IVb.5

• CAPÍTULO V - FINANCIAMENTOS
V.1 - Amortização de Dívidas V.2 - Exercícios Propostos V.1 V.7

• CAPÍTULO VI - ANÁLISE DE SENSIBILIDADE • CAPÍTULO VII - ANÁLISE DA VIABILIDADE ECONÔMICA DE UM PROJETO INDUSTRIAL • REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS • TABELAS FINANCEIRAS

2

CAPÍTULOI - GENERALIDADES
Os estudos sobre engenharia econômica iniciaram nos Estados Unidos em 1887, quando Arthur Wellington publicou seu livro "The Economic Theory of Railway Location", texto que sintetizava análise de viabilidade econômica para ferrovias. Engenharia econômica é importante para todos que precisam decidir sobre propostas tecnicamente corretas, e seus fundamentos podem ser utilizadostanto para empresas privadas como estatais. Todo o fundamento da engenharia econômica se baseia na matemática financeira, que se preocupa com o valor do dinheiro no tempo. Podem-se citar como exemplos de aplicação: • Efetuar o transporte de materiais manualmente ou comprar uma correia transportadora; • Fazer uma rede de abastecimento de água com tubos grossos ou finos; • Substituição deequipamentos obsoletos; • Comprar carro a prazo ou à vista. Para fazer um estudo econômico adequado alguns princípios básicos devem ser considerados, sendo os seguintes: a) devem haver alternativas de investimentos. É infrutífero calcular se é vantajoso comprar um carro à vista se não há condições de conseguir dinheiro para tal; b) as alternativas devem ser expressas em dinheiro. Não á possível comparardiretamente 300 horas/mensais de mão de obra com 500 Kwh de energia. Convertendo os dados em termos monetários teremos um denominador comum muito prático. Alguns dados entretanto são difíceis de converter em dinheiro. Exemplos que ocorrem muito nos casos reais são: boa vontade de um fornecedor, boa imagem da empresa ou status. São os chamados intangíveis; c) só as diferenças entre as alternativas sãorelevantes. Numa análise para decidir sobre o tipo de motor a comprar não interessa sobre o consumo dos mesmos se forem idênticos; d) sempre serão considerados os juros sobre o capital empregado. Sempre existem oportunidades de empregar dinheiro de maneira que ele renda alguma coisa. Ao se aplicar o capital em um projeto devemos ter certeza de ser esta a maneira mais rendosa de utilizá-lo; e) nosestudos econômicos o passado geralmente não é considerado; interessa-nos o presente e o futuro. A afirmação: não posso vender este carro por menos de $ 10000 porque gastei isto com ele em oficina não faz sentido, o que normalmente interessa é o valor de mercado do carro.

3

Os critérios de aprovação de um projeto são os seguintes: • Critérios financeiros: disponibilidade de recursos; •Critérios econômicos: rentabilidade do investimento; • Critérios imponderáveis: fatores não convertidos em dinheiro. Neste curso, a atenção especial será sobre os critérios econômicos, ou seja, a principal questão que será abordada é quanto a rentabilidade dos investimentos.

4

CAPÍTULO 2 – MATEMÁTICA FINANCEIRA
A Matemática Financeira se preocupa com o valor do dinheiro no tempo. E pode-se...
tracking img