Enfermeiro na auto-hemoterapia

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 21 (5218 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
DOI: 10.4025/cienccuidsaude.v9i2.11239

ATUAÇÃO DO ENFERMEIRO EM SERVIÇO DE HEMOTERAPIA
Neíse Schöninger* Carmen Lúcia Mottin Duro**
RESUMO A transfusão de sangue é importante suporte na realização de tratamentos, transplantes, quimioterapias e diversas cirurgias. A segurança do processo de transfusão requer comprometimento e entrosamento dos profissionais da enfermagem. O estudo é de caráterdescritivo-exploratório de abordagem qualitativa e teve como objetivo analisar a atuação do enfermeiro no serviço de hemoterapia de um hospital universitário. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas com treze enfermeiras que atuam nesse serviço. Para o tratamento dos dados, foi utilizada a técnica de análise de conteúdo temático. Os resultados apontam para a atuação do enfermeiro na triageme na equipe transfusional. O enfermeiro, na triagem, desenvolve atividades de acolhimento, acolhendo e informando os usuários sobre questões referentes à doação de sangue. Identificou-se a realização de um trabalho em equipe no qual os profissionais atuam articuladamente para atingir um objetivo comum. O enfermeiro sente-se valorizado no trabalho, e a educação permanente em saúde é apontada comoa possibilidade de aquisição contínua de habilidades e competências para o processo de trabalho da enfermagem em serviços de hemoterapia.
Palavras-chave: Serviço de Hemoterapia. Transfusão de Sangue. Papel do Profissional de Enfermagem. Enfermagem.

INTRODUÇÃO O setor de assistência hemoterápica apresenta-se como área fértil para o desenvolvimento de estudos, pois se configura como um mercadocarente e com múltiplas necessidades, devido ao crescente aumento da população e aos importantes avanços tecnológicos ocorridos na área da saúde(1). Os hemocentros, serviços de hemoterapia e bancos de sangue são instituições de importância social como suporte à realização de muitos tratamentos, como transplantes, quimioterapias e diversas cirurgias, atendendo pacientes que, sem reposição sanguínea,não sobreviveriam. Conforme determinações legais, um hospital não pode funcionar sem uma unidade (1,2) hemoterápica . Nos Estados Unidos da América (EUA), assim como em outros países, o aumento da demanda transfusional decorre da alteração do perfil demográfico da população e dos avanços tecnológicos dos procedimentos, o que tem exigido um incremento no número de doações. Nos EUA, o fornecimentode sangue total em 2001 era de 15.320.000 unidades e a transfusão de sangue total e hemácias aumentou em 12,2% em relação a 1999(3). Na América Latina, em
_____________________ *Enfermeira. E-mail: neiseschoninger@yahoo.com.br

1997, foram feitos cerca de 5,9 milhões de coletas e em 2001 este número passou para 6,8 milhões(4). A doação de sangue no Brasil é voluntária, mas por outro lado oMinistério da Saúde vem desenvolvendo a Política Nacional de Sangue e Hemoderivados, determinando a obrigatoriedade de testes sorológicos e programas de controle de qualidade de insumos utilizados em hemoterapia, o que introduziu avanços na prática de transfusão e reduziu a transmissão de doenças. Não obstante, ainda há riscos, relacionados ao período de janela imunológica do doador contaminado e àincidência de infecções na população(5). Daí a importância da triagem de doadores, conforme estabelece a Resolução da Diretoria Colegiada (RDC) da Associação Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). A RDC n.º 153/2004 criou o regulamento técnico para procedimentos hemoterápicos, o qual instituiu o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido, a ser assinado pelo candidato à doação de sangue, no qualconstam informações sobre o processo de doação, os riscos associados e testes para detectar doenças infecciosas(5). A qualidade e segurança das transfusões de sangue são preocupações constantes dos especialistas, das autoridades de saúde, dos

**Enfermeira. Mestre. Professora Assistente da Escola de enfermagem - UFRGS. E-mail: carduro@gmail.com

Cienc Cuid Saude 2010 Abr/Jun; 9(2):317-324...
tracking img