Enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1087 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de abril de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]



[pic]







[pic]

[pic]



[pic]

[pic]



Doenças causados pela devastação ambiental

Leishmaniose

A leishmaniose é uma doença não contagiosa causada por parasitas ( protozoário

Leishmania) que invadem e se reproduzem dentro das células que fazem parte do

sistema imunológico (macrófagos) da pessoa infectada.

Sua transmissão se dá através depequenos mosquitos que se alimentam de sangue, e, que , dependendo da localidade, recebem nomes diferentes, tais como: mosquito palha, tatuquira, asa branca, cangalinha, asa dura, palhinha ou birigui. Por serem muito pequenos, estes mosquitos são capazes de atravessar mosquiteiros e telas. São mais comumente encontrados em locais úmidos, escuros e com muitas plantas

[pic]

Doençasrelacionadas com poluição do ar

• Afecções broncopulmonares

• Hipertensão arterial

• Doenças do fígado

• Olhos e mucosas

• Dermatites

• Anomalias congênitas

• Câncer de pele e sangue

Doenças relacionadas com a poluição da água

• Cólera

• Tifo

• Poliomielite

• Esquistossomose

• Febre amarela

• Dengue

•Leptospirose

• Perturbações gastrintestinais

Poluição Sonora

• Reações generalizadas de stress e aumento do ritmo cardíaco. São capazes de interromper a digestão e causar dores no estômago, náuseas, dores de cabeça, irritabilidade, ansiedade, nervosismo, insónia, perturbações auditivas graves, fadiga, redução de produtividade, aumento do números de acidentes ,de consultas médicas e doabsentismo.

Resolução da Diretoria Colegiada nº 306 de 07/12/04

• Aprova o Regulamento Técnico para o Gerenciamento de Resíduos de Serviços de Saúde.

• Compete à Vigilância Sanitária dos Estados, dos Municípios e do Distrito Federal, com o apoio dos Órgãos de Meio Ambiente, de Limpeza Urbana, e da Comissão Nacional de Energia Nuclear – CNEN, divulgar, orientar e fiscalizar ocumprimento desta Resolução.




[pic]

[pic]

[pic]

• Segregação

• Consiste na separação dos resíduos no momento e local de sua geração, de acordo com as características físicas, químicas, biológicas, o seu estado físico e os riscos envolvidos.

Acondicionamento

• Consiste no ato de embalar os resíduos segregados, em sacos ou recipientes que evitem vazamentos eresistam às ações de punctura e ruptura.

Identificação

• Consiste no conjunto de medidas que permite o reconhecimento dos resíduos contidos nos sacos e recipientes, fornecendo informações ao correto manejo dos RSS.

[pic]

Grupo A

• É identificado pelo símbolo de substância infectante, com rótulos de fundo branco, desenho e contornos pretos

[pic]

Grupo B

• Éidentificado através do símbolo de risco associado e com discriminação de substância química e frases de risco.

[pic]

Grupo C

• É representado pelo símbolo internacional de presença de radiação ionizante (trifólio de cor magenta) em rótulos de fundo amarelo e contornos pretos, acrescido da expressão REJEITO RADIOATIVO.

[pic]

Grupo D

• Resíduos que não apresentem riscobiológico, químico ou radiológico à saúde ou ao meio ambiente, podendo ser equiparados aos resíduos domiciliares.

Grupo E

• É identificado pelo símbolo de substância infectante , com rótulos de fundo branco, desenho e contornos pretos acrescido da inscrição de RESÍDUO PERFUROCORTANTE, indicando o risco que apresenta o resíduo.

[pic]

Transporte interno

•Consiste no traslado dos resíduos dos pontos de geração até local destinado ao armazenamento temporário ou armazenamento externo com a finalidade de apresentação para a coleta.

Armazenamento temporário

• Consiste na guarda temporária dos recipientes contendo os resíduos já acondicionados, é o ponto destinado à apresentação para coleta externa.

Tratamento

• Consiste...
tracking img