Enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1718 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 16 de março de 2013
Ler documento completo
Amostra do texto
Grupo
 Ana Luiza rosendo zilles RA- B5686A-4

 Adriana Aparecida Brito RA- B309644
 Adriana Ribeiro Silva RA- B5257B-9  Michele Cristina da Costa Freitas RA- B3329D-7

 Marcelo Ferreira da Conceição RA- T665CC-9
 Tatiane Ferreira Lopes Pereira RA- B4209B-7

PRESSÃO INTRACRANIANA
( PIC )

Definição
 É a pressão encontrada no interior da

caixa craniana;  Pressão exercidapelo líquor nas paredes dos ventrículos cerebrais;  Quando essa pressão é alterada significa que alguma coisa referente ao conteúdo intracraniano esta errado.  Tem uma variação fisiológica de 5 a 15 mmHg;

 Reflete a relação entre o conteúdo da

caixa craniana (cérebro, líquido cefalorraquidiano e sangue) e o volume do crânio;

 A alteração do volume de um desses

conteúdos pode causara hipertensão intracraniana (HIC).

A PIC interfere com FSC ( fluxo sanguineo cerebral ) por ser um determinante da pressão de perfusão cerebral.

Valores normais:

 PIC < 10mmHg - valor normal  PIC entre 11 e 20 mmHg - levemente elevada

PIC > 41mmHg - gravemente elevada
 Obs.: mm Hg = milímetros de mercúrio

 A PIC deve ser medida diretamente por meio da introduçãointracerebral (em um dos ventrículos que contém

liquido) de cateteres permeados com fluidos ou fibra óptica ligados a transdutor e conectado ao monitor na cabeceira do paciente, que permita medidas continuas da PIC e drenagem de LCR (liquido cefalorraquidiano).

 A PIC deve ser mantida abaixo de 20

mmHg por meio de sedação, hiperventilação leve ( pCO2 em torno de 35 mmHg), em alguns casos éprescrito o monitol em bolus. (0,25-1,0 g/kg) para diminuir o volume do cérebro.

VANTAGENS DA MONITORIZAÇÃO DA PIC
 Detectar precocemente a elevação da

PIC,permitindo a suspeita das lesões com efeito de massa e com risco de herniação.

 Limitar uso indiscriminado de tratamento para reduzir a PIC.


Quando em posição ventricular,permitir a drenagem e controle PIC.



Auxilia nadeterminação do prognóstico.

 Complicações da colocação do

monitor da PIC incluem

 Infecções (5%)  Hemorragias (1,4%)  Mal funcionamento , funcionamento do catéter

Indicações
 A medida da PIC pode ser feita de forma

invasiva ou não, e sua indicação depende de uma avaliação do risco/benefício;

 Em algumas situações, ela é necessária:  TCE com suspeita de HIC;  QC neurológicograve, com Glasgow inferior

a 8.

 O Glasgow < 8,com tc de crânio normal, se ao menos dois do itens abaixo estiverem

presentes.

Idade > 40 Anos Pressão Arterial Sistólica< 90mmhg Postura anormal ( uni ou bilateralmente)  Nas situações descritas acima ,a hipertensão intracraniana se desenvolve em 53% a 63% das vezes.
  

 Em outras situações, opcional:

 Casos graves deisquemia cerebral;
 PO de neurocirurgia;  Meningite grave;  Encefalite;  Monitorização

de pacientes com problemas em sistemas de válvulas empregadas no tratamento de hidrocefalia.

Distúrbios que causam elevação da PIC


Ampliação do volume cerebral ( hematomas epidurais,subdurais,abscessos ou aneurismas ) Edema cerebral associado ao TCE Aumento volume sanguineo (hipercapnia - elevaçãoPCO2 (hipoventilação) significa vasodilatação dos vasos cerebrais e ampliação fluxo sanguíneo do cerebro-aumenta PIC. Aumento do volume de Liquido do Cefalorraquidiano( LCR ) (produção exagerada,Absorção reduzida,obstrução da circulação do LCR) Lembrando que cerca de 400 a 500ml de LCR são formados diariamente,ou cerca de 20ml/h.

 



Fatores que contribuem para elevação PIC











Hipercapnia ( é o aumento do gás carbônico no sangue arterial que pode ser provocada por uma hipoventilação alveolar (em caso de asfixia, por exemplo).) Agitação Aspiração Ajustes inadequados da prótese ventilatória Hipoxemia (é a baixa (hipo) concentração de oxigênio no sangue arterial) Secreção Posição de leito Dor



PIC pode ser medida utilizando-se cateter de...
tracking img