Enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 5 (1101 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 21 de setembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Texto: “MEMBRANA PLASMÁTICA E POTENCIAL DE AÇÃO E REPOUSO”


▪ Trabalho desenvolvido na disciplina de Biofísica II
▪ Curso de Enfermagem
▪ Turma 2 A 3
▪ UNINOVE – “Campus MM”
▪ Profª Renata do Amaral Olivo






São Paulo, 27 de Março de 2007.


MEMBRANA PLASMÁTICA: CONSIDERAÇÕES GERAIS

Definição: é uma barreira quedelimita a célula do meio externo.
Composição: composta quimicamente por fosfolipídios e proteínas.
Funções: controla a entrada e saída de substâncias da célula(permeabilidade seletiva), proteção e delimitação.
Especializações da Membrana Plasmática: são estruturas presentes na membrana plasmática com funções específicas, as quais seguem abaixo;
• Desmossomo: tem como função aderir umacélula à outra.
• Zona de Oclusão: une as células de forma a não permitir a passagem de moléculas entre elas.
• Zona Aderente: encontrada em vários tecidos, promove a adesão entre a s células.
• Microvilosidades: projeções da Membrana Plasmática que tem~como função aumentar a superfície de absorção de nutrientes pela célula.
• Cílios: tem as funções de limpeza, retenção denutrientes e locomoção.
• Flagelos: tem apenas função de locomoção.
• Função Comunicante: pequenos canais existentes entre as células que permitem a troca de substâncias entre elas.


Tipos de Transporte na Membrana Plasmática:
• Transporte Ativo
• Transporte Passivo
• Difusão Facilitada
• Fagocitose
• Pinocitose
• Osmose


Tipos deSoluções encontradas na Membrana Plasmática:
• Soluções Isotônicas
• Soluções Hipotônicas
• Soluções Hipertônicas




POTENCIAL DE AÇÃO

Quando a membrana de uma célula excitável realmente se excita, uma sucessão de eventos fisiológicos ocorrem através da tal membrana. Tais fenômenos, em conjunto, produzem aquilo que chamamos de Potencial de Ação.
Como pode uma membranacelular ser excitada?
Geralmente a excitação ocorre no momento em que a membrana recebe um determinado estímulo.
Tipos de estímulos: calor, frio, solução salina, hipertônica ou hipotônica, ácidos, bases, corrente elétrica, pressão, etc.
Algumas células desencadeiam o Potencial de Ação sem a necessidade de receberem estímulos, devido a uma alta excitabilidade que as mesmas apresentam. Taiscélulas são denominadas auto-excitáveis, e os potenciais por elas gerados são denominados de potenciais espontâneos.
Um típico pontencial de ação em uma típica célula excitável dura apenas alguns poucos milésimos de segundo, e pode ser dividido nas seguintes fases:
DESPOLARIZAÇÃO:
É a primeira fase do potencial de ação.
Durante esta fase ocorre um significativo aumento na permeabilidade aos íonssódio na membrana celular.
Isso propicia um grande fluxo de íons sódio de fora para dentro da célula através de sua membrana, por um processo de difusão simples.
Como resultado do fenômeno citado acima, o líquido intracelular se torna com grande quantidade de íons de carga positiva (cátions) e a membrana celular passa a apresentar agora um potencial inverso daquele encontrado nas condições derepouso da célula: Mais cargas positivas no interior da célula e mais cargas negativas no seu exterior.
O potencial de membrana neste período passa a ser, portanto, positivo (algo em torno de +45 mv).
REPOLARIZAÇÃO:
É a segunda fase do potencial de ação e ocorre logo em seguida à despolarização.
Durante este curtíssimo período, a permeabilidade na membrana celular aos íons sódio retorna aonormal e, simultaneamente, ocorre agora um significativo aumento na permeabilidade aos íons potássio. Isso provoca um grande fluxo de íons potássio de dentro para fora da célula (devido ao excesso de cargas positivas encontradas neste período no interior da celula e à maior concentração de potássio dentro do que fora da célula).
Enquanto isso ocorre, os íons sódio (cátions) que estavam em grande...
tracking img