Enfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 2 (364 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 20 de março de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
Noções de Eletrocardiograma

Dra. Viviane Cordeiro Veiga
Hospital Beneficência Portuguesa - SP

Anatomia

ECG Normal

Realização ECG

Realização ECG

Relação Anatomia x ECG
-DII, DIII e aVF: parede inferior
V1 a V4: parede anterior
DI, aVL, V5 e V6: parede lateral
V4R a V6R: ventrículo direito
(geralmente associado à IAM inferior)

Registro ECG

1mm

1mm0,04seg

Cálculo da FC
1500/ no. quadrados menores entre
duas ondas R
Regra dos 300
300-150-100-75-60-50

Cálculo da FC

Determinação do Ritmo
ONDA P POSITIVA EM DI, DII E aVF e
NEGATIVA EMaVR.
ONDA P DE MESMA MORFOLOGIA E
SEMPRE SEGUIDA DO SEU
CORRESPONDENTE
CORRESPONDENTE COMPLEXO QRS.
INTERVALO PR CONSTANTE, SENDO MAIOR
QUE 120 MS E MENOR QUE 200 MS NO
ADULTO.
DISTÂNCIA RRREGULAR

Taquicardia Supraventricular
FC REGULAR
150 – 200bpm
Sem onda P
QRS estreito

Flutter atrial
Regular
Onda P serrilhada
Complexo QRS estreito

Fibrilação Atrial
IrregularAusência onda P

Taquicardia Ventricular
FC rápida (150 – 250 bpm)
Complexos QRS alargados

Fibrilação Ventricular
Cada complexo QRS alargado e
irregular

Eixo

Eixo
Eixo
normalDesvio
para D

Desvio
para E

DI

+

-

+

DII

+

+ ou -

-

DIII

+ ou -

+

-

Onda P - Características
-

Positiva em DI e DII
Melhor vista em DII e V1
Comumentebifásica em V1
< 3 pequenos quadrados de duração
< 2.5 pequenos quadrados de
amplitude

Onda P

Sobrecarga atriais
SAD: onda P pontiaguda

SAE: onda P > 120ms, onda P
entalhada Bloqueios Átrio-Ventriculares
BAV 1° grau – PR > 0,2 seg

BAV 2° grau Mobitz I

BAV 2° grau Mobitz II

Bloqueios Átrio-Ventriculares

BAV 3 ° grau ou BAVT

Complexo QRS
- Duração < 0,10s
-Amplitude
Mínima
3 Bip 28mm em
homens e > 20mm em mulheres

Infarto Agudo do Miocárdio
As alterações do ECG no IAM com
supra são em ordem cronológica:
1. Onda T apiculada (raro)
2....
tracking img