Empreendedorismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4812 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 5 de novembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
EMPREENDEDORISMO SOCIAL E EMPREENDEDORISMO EMPRESARIAL COM RESPONSABILIDADE SOCIAL – DA PRÁTICA A NORMALIZAÇÃO
EDUARDO MITSURU HITAKA Aluno de bacharelado em Turismo das Faculdades Integradas Associação de Ensino de Santa Catarina – FASSESC emtourhitak@hotmail.com MARCELO MARTIM DOS SANTOS Aluno de bacharelado em Turismo das Faculdades Integradas Associação de Ensino de Santa Catarina – FASSESCmsmartim@gmail.com.br Resumo: O presente artigo discorre sobre o empreendedorismo neste início do século XXI, que
está cada vez mais envolto pela responsabilidade social, pressionado por uma sociedade que exige ações que visem um desenvolvimento sustentável com preocupações sócio-ambientais e não somente econômicas. Emerge assim, o empreendedorismo social e a normalização da responsabilidadesocial para as organizações já estabelecidas e mesmo para os novos empreendedores empresariais, tornando possível esta prática, mesmo para as organizações que visam o retorno financeiro, o que é evidente em se tratando de negócios, mas se preocupam com esta questão.

Palavras chaves: Empreendedorismo; Responsabilidade Social; Normalização. INTRODUÇÃO Este início de século XXI está sendo marcado porinúmeras transformações em todos os aspectos da sociedade, dentre estas, as que se referem às questões sociais e mesmo as ambientais, cujos impactos recaem sobre toda a sociedade. Dentro desta nova conjuntura, repleta de problemas como a exclusão social, a má distribuição de renda, a exploração do trabalho infantil e prostituição de crianças e adolescentes, entre tantos outros, emerge uma forma deempreendedorismo que visa atenuar estes problemas: o empreendedorismo social. Sendo assim, um dos objetivos deste artigo é procurar elucidar um pouco mais este fenômeno que, mesmo sendo influenciado pelo empreendedorismo privado, ou empresarial, têm características próprias que a diferencia já na sua essência: o foco em buscar justamente as soluções para as questões sociais, tendo como medida dedesempenho o impacto social, em contraposição a obtenção de lucros do empreendedorismo empresarial. (BRITO, 2005). Discorre-se também sobre a evidência da responsabilidade social, caminho encontrado pelas organizações que pretendem se engajar nas questões sociais e a elaboração das diretrizes que nortearão estas organizações, através de normas de

2

responsabilidade social que deverão estardisponíveis em 2009, data prevista para a finalização da ISO 26000, da International Standartization Organisation, tendo o Brasil um papel fundamental, como um dos líderes, juntamente com a Suécia. (UNIETHOS, 2007).

O EMPREENDEDORISMO SOCIAL Dentre as questões sociais, a pobreza é considerado por Noleto e Werthein (2004) como a face mais perversa da desigualdade social, para a qual aviabilização da inclusão social, através de ações centradas não apenas em aspectos econômicos, mas no desenvolvimento social e humano, seria o caminho. Um termômetro que evidencia a gravidade dos problemas sociais no Brasil é a própria existência do Ministério do Desenvolvimento Social e Combate a Fome – MDS. Criado em 23 de janeiro de 2004, tem como missão:
Promover o desenvolvimento social e combater afome visando a inclusão e a promoção da cidadania, garantindo a segurança alimentar e nutricional, uma renda mínima de cidadania e assistência integral às famílias. (MDS, 2007).

Apesar do empenho do poder público, com programas como o Fome Zero – da Presidência da República - e o Bolsa Família – do MDS, Coriolano, 2005, coloca que o Estado-nação, orientado por uma política neoliberal, ésubserviente aos ditames de uma economia globalizada, permitindo que a exclusão social persista no Brasil. Dentro deste contexto começa a emergir o empreendedorismo social, onde a paixão por uma missão social se une às características do empreendedorismo tradicional. Dees, (1999 apud PICCININ, [2005?]), afirma que o empreendedorismo social surge para suprir as falhas oriundas das atuações ineficientes...
tracking img