Empreendedor indivividual informal na feira central de campo grande/ms: barreiras e oportunidades para formalização

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 20 (4943 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 6 de dezembro de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
[pic]

PRÓ-REITORIA DE PESQUISA E PÓS-GRADUAÇÃO



Pós–Graduação Lato Sensu Gestão Empresarial Avançada – 2011 B






EMPREENDEDOR INDIVIVIDUAL INFORMAL NA FEIRA CENTRAL DE CAMPO GRANDE/MS: BARREIRAS E OPORTUNIDADES PARA FORMALIZAÇÃO








Aluno (a): Andréa Torres
Roberta Bignarde




Disciplina: Metodologia da Pesquisa CientíficaProfª Drª Maria Augusta de Castilho








Campo Grande – MS

2011









INFORMAÇÕES GERAIS SOBRE A PESQUISA

EMPREENDEDOR INDIVIVIDUAL INFORMAL NA FEIRA CENTRAL DE CAMPO GRANDE/MS: BARREIRAS E OPORTUNIDADES PARA FORMALIZAÇÃO


PESQUISADOR (A) RESPONSÁVEL: ANDRÉA TORRES E ROBERTA BIGNARDE

ORIENTADOR (A): A DEFINIR
INÍCIO: 18/03/2011TÉRMINO PREVISTO: XX /12/2012

ÁREA DE CONHECIMENTO DO CNPq: Ciências Sociais Aplicadas
Subárea - Administração





















JUSTIFICATIVA

O presente projeto tem como propósito identificar as necessidades dos empreendedores individuais informais da Feira Central de Campo Grande/MS. Para tanto, serão coletados e analisados dadosdestes empreendedores e seus empreendimentos. Serão investigados fatores que levam o empreendedor a permanecer na informalidade, viabilizando conclusões como forma de base teórica. Conseqüentemente, este projeto norteará temas tratados no Decreto nº 6.884, de 25 de Junho de 2009, da Lei nº  11.598, de 3 de dezembro de 2007, e no art. 2º da Lei Complementar nº 123, de 14 de dezembro de 2006,sancionado em junho de 2009, como forma de orientação para que os empreendedores possam atender as exigências do mercado.























1.2 OBJETIVOS

1.2.1 GERAL

Verificar, através dos Empreendedores Individuais Informais da Feira Central de Campo Grande/MS, os impactos positivos e negativos que o Decreto nº 6.884, de 25 de junho de 2009, pode vir a causar, jáque se trata de uma formalização menos burocrática.

1.2.2 ESPECÍFICOS
a) Conhecer o perfil dos empreendedores da Feira Central de Campo Grande/MS;
b) Conhecer as razões que levam o empreendedor a optar pela informalidade;
c) Identificar os empreendedores que gostariam de ter seus negócios formalizados.





















PROBLEMA OU QUESTÃO NORTEADORA

ODecreto nº 6.884, de 25 de junho de 2009, atende as necessidades do Empreendedor Individual Informal da Feira Central de Campo Grande/MS, fazendo com que seja visto como uma oportunidade para a formalização?

HIPÓTESES
• Questão cultural;
• Dívidas com governo;
• Educação;

METODOLOGIA

Na elaboração da pesquisa serão utilizados os métodos dedutivos e indutivos nos seguintesaspectos:
a) Durante a análise dos textos bibliográficos será utilizado método dedutivo, pelo qual se procurará alcançar um denominador comum entre os autores;
b) A partir do método indutivo, serão também examinados diversos artigos relacionados ao empreendedor individual informal, chegando a um consenso abrangente sobre a formalização deste setor com base em casos específicos;
O trabalho serádesenvolvido com base em pesquisa bibliográfica que investigará o problema a partir do referencial teórico existente em documentos e publicações. Pesquisa aplicada, que tem como objetivo gerar conhecimentos para aplicação prática e dirigida à solução de um problema específico.
Pesquisa de campo como forma de comprovar as hipóteses levantadas. Será realizada através de aplicação de questionário naFeira Central de Campo Grande – MS.
Pesquisa descritiva visa descrever as características de determinada população. Envolve técnicas padronizadas de coletas de dados.






2. REFERENCIAL TEÓRICO


Este trabalho acadêmico norteará sobre teorias e conceitos, que, através de embasamentos teóricos, possibilitam melhor entendimento sobre os temas empreendedorismo no mundo e no Brasil,...
tracking img