Empowerment

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 36 (8990 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 29 de abril de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
EMPOWERMENT

O conceito empowerment (termo que em português seria próximo ao "empoderamento" ou "dar poder"), foi pioneiramente utilizado no trabalho da professora de Harvard e ex-editora do Harvard Business Review (a revista de pesquisas e estudos sobre administração da universidade), Rosabeth Moss Kanter em 1989. O artigo era sobre empresas que dão mais poder e autonomia aos seustrabalhadores serão as melhores posicionadas para competir a longo prazo. Principalmente, os funcionários da "linha de frente" (aqueles que estão em contato direto com os clientes, fornecedores, comunidade e outros), terem autoridade, porque estes têm a melhor visão dos fatos e problemas de seus departamentos.
Desde então, as idéias precursoras de Kanter viraram uma ferramenta competitiva para asorganizações perpetuarem em suas operações e no mercado, com a dinamização de estruturas hierárquicas e canais de comunicação (onde a tecnologia é cada vez mais fundamental).
Apesar de ser uma nomenclatura recente, o empowerment não é uma idéia nova na Administração, a Escola Comportamental nos 50 e 60, com Douglas McGregor, já defendia na sua democrática e moderna Teoria Y em "libertar o pessoal do estreitocontrole da organização convencional, dando a ele um certo grau de liberdade, para dirigir suas próprias atividades, assumir responsabilidades1" (McGregor, 1973:15), em oposição a mecanicista e tradicional Teoria X que se objetivava no controle centralizador e mecânico da Administração de seus empregados e na visão deturpada e preconceituosa sobre estes2 (considerados passivos, sem iniciativa eintolerantes). Outro expoente comportamentalista, Rensis Likert através da sua Teoria de Sistemas, apontou o Quarto Sistema como o mais desenvolvido, havendo cooperação, decisões descentralizadas e participação na administração de todos os quadros3.
Estas concepções combatiam uma orientação nascida com a Revolução Industrial, que com a divisão do trabalho e introdução de novas tecnologias, retiravaa autonomia e direção dos artesões domésticos sobre suas funções e ao transformá-los em operários obedientes nas linhas de produção planejadas pelos administradores desde as pioneiras fábricas. A liberdade de atuação do antigo artesão foi aniquilada para a sincronizar com os processos industriais. Conforme afirma o pensadores socialistas Karl Marx e Friedrich Engels: "Devido ao uso extensivo demaquinarias e à divisão de trabalho, o trabalho dos operários perdeu todo o seu caráter individual e, em conseqüência, todo o estímulo para o trabalho. Ele se torna um apêndice da máquina e dele só é exigida a habilidade mais simples, mais monótona e facilmente adquirida4" (Marx e Engels, 2000: 19).
Sobre as égides de regularidade e racionalidade industrial, nasceram no início do século XX aAdministração Científica, que isolava o operário apenas a seu trabalho especializado5 e a Teoria Clássica que com seu Princípio de Unidade de Comando, afastando o funcionário das estratégias e decisões das organizações6. Nos meados dos anos 40 e 50, apareceu a Burocracia, evidenciando a necessidade de uma autoridade impessoal e reconhecida através de uma estrutura hierárquica e ordenada, a qual todosdevem se reportar7.
Com a concorrência devastadora das organizações japonesas nos anos 70 e 80 sobre as empresas norte-americanas e européias, estas revisaram suas políticas centralizadoras, enquanto as nipônicas eram realizadas por consenso e descentralizadas. Segundo o pesquisador da administração oriental, William Ouchi: "Uma abordagem de consenso produz decisões mais criativas e implantaçãomais efetiva do que a tomada de decisão individual8" (Ouchi, 1982: 44). Corroborando um dos vários fatores da superioridade dos produtos japoneses sobre os ocidentais, estagnados por mecanismos individualistas e convencionais. Após a competição japonesa, as corporações passaram a adotar práticas de Qualidade Total que focalizam nos processos relacionados a suprir as necessidades do cliente, logo...
tracking img