Empirismo

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 6 (1438 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 30 de novembro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Universidade Estadual Vale do Acaraú
Centro de Ciências Sociais e Aplicadas- CCSA
Disciplina: Filosofia
Professora: Aline Medeiros
Curso: Ciências Sociais

Empirimos



Sobral – CE (16/10/2011)

Empirismo

Introdução
É uma doutrina filosófica que tem como principal teórico o inglêsJohn Locke (1632-1704), que defende uma corrente a qual chamou de Tabula Rasa. Esta corrente afirma que as pessoas nada conhecem, como uma folha em branco. O conhecimento é limitado às experiências vividas, e as aprendizagens se dão por meio de tentativas e erros. Empirismo é um movimento que acredita nas experiências como únicas (ou principais) formadoras das idéias, discordando, portanto, danoção de idéias inatas.

Entende-se por empírico aquilo que pode ter sua veracidade ou falsidade verificada por meio dos resultados de experiências e observações. Teorias não bastam, somente através da experiência, de fatos ocorridos observados, um conhecimento é considerado pelo empirista.
O empirismo causou uma grande revolução na ciência, pois graças à valorização das experiências e doconhecimento científico, o homem passou a buscar resultados práticos, buscando o domínio da natureza. A partir do empirismo surgiu a metodologia científica.

Noção de Empirismo

Empirismo é a escola de Epistemologia (na filosofia ou psicologia) que avança que todo o conhecimento é o resultado das nossas experiências (teoria da "Tábua Rasa" de J. Locke). O empirismo é um aliado próximo do materialismo(filosófico) e do positivismo, sendo oposto ao racionalismo europeu continental ou intucionismo.
O empirismo é geralmente observado como sendo o fulcro do método científico moderno. Defende que as nossas teorias devem ser baseadas nas nossas observações do mundo, em vez da intuição ou fé. Defende a investigação empírica e o raciocínio dedutivo.
Kant tentou obter um compromisso entre o empirismo e acorrente oposta, o racionalismo.

Características do Empirismo

* Conhecimento cientifico:

Para o Empirismo, a Experiência é a base do conhecimento científico, ou seja, adquire-se a Sabedoria através da sabedoria do Mundo externo, ou então do exame da atividade da nossa mente, que absorve a Realidade que nos é exterior e as modificainternamente. Daí ser o Empirismo de caráter individualista, pois tal conhecimento varia da inteligência, que é diferente de um indivíduo para o outro.

* Origem das idéias:

O Empirismo diz que a origem das Idéias é o processo de abstração que se inicia com a percepção que temos das coisas através dos nossos sentidos. Daí diferencia-se o Empirismo: não preocupado com a coisa em si, estritamenteobjectivista; nem tão pouco com a idéia que fazemos da coisa atribuída pela Razão, como ensina o Racionalismo; mas puramente como percebemos esta coisa, ou melhor dizendo, como esta coisa chega até nós através dos sentidos.

* Relação de causa-efeito:

Para o Empirismo a relação de causa e efeito nada mais é do que o resultado da nossa forma habitual de perceber fenômenos e relacioná-los comocausa e consequência através de uma repetição constante. Ou seja, as leis da Natureza só seriam leis porque se observaram repetidamente pelos Homens.



* Autonomia do sujeito:

O Empirismo nega tal identidade permanente, pois o conteúdo da nossa consciência varia de um momento para outro de tal forma que ao longo do tempo essa consciência teria, em momentos diferentes, um conteúdodiferente. A explicação está no fato de que a consciência, como sendo um conjunto de representações, dependeria das impressões que temos das coisas, mas sendo impressões estariam sujeitas a variações.



* Compreensão da razão:

O Empirismo apesar de não possuir pensamento contraditório entende de forma bem diferente: diz que a Razão é dependente da experiência sensível, logo não vê...
tracking img