Emile durkheim

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 16 (3777 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 28 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
Contextualização da Teoria
Existem diversas teorias para resolver uma crise, a intervenção da mesma, é vista como um dos modelos terapêuticos que oferece um marco teórico claro para entender os principais elementos que constituem uma crise e os princípios em que se deve guiar para exercer uma boa intervenção.
É importante destacar que o marco teórico da teoria da crise se encontra influenciadopor diversas teorias, que vão desde da psicologia do ego de Freud, passando pela “teoria breve” de Otto Rank, da psicologia do desenvolvimento de Eric Erickson, a teoria dos sistemas, a teoria da aprendizagem, o funcionalismo e, claro, as influências da psiquiatria americana de Caplan e Lindemann.
No entanto a aplicação e desenvolvimento conceptual da teoria e da prática da intervenção em criseao Serviço Social atribui-se principalmente a Howard Parad, Lydia Rapoport, Naomi Golan, Aguilera & Messick e Kieran O´Hagan.

Definição de Crise
Muitos teóricos tentaram definir crise sendo que, segundo Bard & Ellison, “a crise é uma relação subjectiva a uma situação vital stressante, situação que afecta a estabilidades individual e onde se encontra comprometida a capacidade de fazer frente àsituação”.
Por outro lado, O´Hagan designa crise como sendo um conjunto de circunstâncias ou condições que podem ou não constituir uma crise para o indivíduo. Por exemplo, a observação de uma aranha pode provocar uma situação de crise para a pessoa implicada e para o amigo não.
E por último, Caplan, afirma que a crise é uma “perturbação de uma situação estável, que se caracteriza porque ocorrede uma forma repentina e inesperada, provocada por uma situação stressante ou um acontecimento provocado, afectando uma pessoa ou um grupo que até então tinha um nível de funcionamento equilibrado, de maneira a provocar-lhe um desequilíbrio”. Este ainda defende, que uma crise é um ponto de viragem ou um momento decisivo, pois se a situação for eficazmente resolvida, a pessoa pode ter aprendidonovas competências que poderão ser aplicadas em crises futuras. Por outro lado, se o resultado for negativo, pode seguir-se um comportamento inadaptado e possivelmente uma perturbação psiquiátrica.
Assim os Assistentes Sociais necessitam estar abertos, receptivos e sensíveis para poder compreender correctamente e diferenciar uma crise de um problema.

Elementos Básicos da Teoria e da Práticadeste modelo
O modelo de intervenção em crise baseia-se principalmente na redução do stresse, isto é, a pressão vivida por uma pessoa quando confrontados com um acontecimento que perturba o seu equilíbrio normal, sendo o objectivo ajudar a restabilizar e reorganizar o equilíbrio mediante as capacidades adaptativas e de resposta.
Sendo assim um dos principais postulados deste modelo radica na crençade que cada pessoa tem um potencial e capacidades próprias para crescer e para resolver problemas. Podendo assim afirmar que a missão dos Assistentes Sociais nos indivíduos que se encontram em estado de crise e angustiados é facilitar a descoberta das tais capacidades e proporcionar o desenvolvimento de habilidades que lhes permitam fazer frente aos desafios e problemas que surgem na vida.

Osfactores
Os assistentes sociais devem dar conta que as pessoas podem sentir e pensar as crises de formas muito variadas, sendo que devem ter em conta que o impacto da crise depende em grande parte dos sentimentos, percepções e respostas próprias de cada indivíduo.
Assim a evolução e resolução de uma crise, e as suas consequências vão depender, segundo Caparrós de diversos factores: aestrutura da personalidade, as defesas básicas do individuo, os seus padrões habituais de conduta, os mecanismos adaptativos, a natureza dos estímulos, o potencial da pessoa para dar respostas adaptativas e por último os recursos internos que o individuo dispõe.
Enquanto que o psiquiatra americano Lindemann indica que as variáveis, a definição do factor stressante; o sentimento que cada um atribui à...
tracking img