Emfermagem

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1646 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 22 de maio de 2012
Ler documento completo
Amostra do texto
CENTRO UNIVERSITÁRIO DO MARANHÃO – CEUMA
PRÓ-REITORIA DA ÁREA DE CIÊNCIA DA SAUDE
COORDENADORIA DE ENFERMAGEM



JHONATHA TORRES SANTOS




INFORMAÇÃO DAS GESTANTES SOBRE O PRÉ-NATAL







SÃO LUÍS - MA
2012
JHONATHA TORRES SANTOS







AVALIAÇÃO DO NÍVEL INFORMAÇÃO DAS GESTANTES SOBRE O PRÉ-NATAL.








SÃO LUÍS - MA
2012
SUMÁRIO


1. IDENTIFICAÇÃO03
1.1 Tema 04
1.2 Orientador 04
1.3 Orientador 04
1.4. Período 04
1.5 Instituição 04
2 INTRODUCAO/JUSTIFICATIVA 05
3 OBJETIVOS 07
3.1 Geral 07
3.2 Específicos 07
4 METODOLOGIA 07
4.1 Tipo de Estudo 07
4.2 Local de Pesquisa 07
4.3 População/ Amostra 07
4.4 Instrumento de Coleta de Dados 08
4.5 Análise de Dados 08
4.6 Ética na Pesquisa 08
5 CRONOGRAMA09
REFERENCIAS
ANEXO(S)
APENDICE(S)

1. IDENTIFICAÇÃO


1. Tema


Informação das gestantes sobre o pré-natal.


2. Orientando


Jhonatha Torres Santos


3. Orientador


Gisele Penha Cardoso


4. Período


Fevereiro a Junho de 2012.


5. Instituição


Centro Universitário do Maranhão - UNICEUMA2. INTRODUÇÃO/JUSTIFICATIVA


De acordo com Trevisan et al (2012), diante da necessidade de garantir a atenção pré-natal de quantidade e de reduzir as as taxas de morbimortalidade materna e perinatal, o Ministério da Saúde elaborou no ano de 2000 o Programa de Humanização de Pré-Natal (PHPN), cuja pretensão é ser um marcador de águas anunciando o paradigmada humanização como um novo modelo de atenção à mulher durante a gestação e o parto. O PHPN propõe indicadores de desempenho e qualidade de assistência pré-natal, além de disponibilizar incentivos financeiros aos municípios que adquirem este programa.
Suas principais estratégias são: assegurar a melhoria do acesso, da cobertura e da qualidade do acompanhamento pré-natal, assistência ao parto epuerpério na perspectiva dos direitos da cidadania. O Programa fundamenta-se no direito humanização da assistência obstétrica e neonatal como condição primeira para o adequado acompanhamento do parto e puerpério.(SERRUYA et AL, 2004)
Um serviço de pré-natal bem estruturado deve se capaz de captar precocemente a gestante na comunidade em que se insere, além de motivá-la a manter o seu acompanhamentodo pré-natal regular, constante, para que bons resultados possam ser alcançados. A assistência pré-natal, envolve ou necessita, de uma equipe multidisciplinar, pois a gestante merece toda a atenção disponível de diversos profissionais de saúde, com: orientação por parte da equipe de enfermagem, orientação por parte dos profissionais de nutrição, apoio e assistência psicológica, além de consultaodontológicas, incluindo a participação de neonatologia.
Lembrando que a qualidade de assistência prestada pelo serviço e pelos profissionais de saúde depende da adesão das mulheres ao programa de pré-natal e esta adesão é essencial para dedução dos elevados índices de mortalidade materna e perinatal, uma vez que é do nosso conhecimento que 98% das mortes das mulheres por causas maternas sãoevitáveis mediante a adoção de medidas relativas simples, tais como melhorar a qualidade do cuidado perinatal e garantir o acesso ao serviço de saúde. Vale salientar que outras características socioeconômicas, culturais e demográficas tem um potencial maior para validar o acesso a qualidade dos serviços. (COIMBRA et al, 2003)
De acordo com O Ministério da Saúde (2009), a consulta pré-natal envolveprocedimentos simples, podendo o profissional de saúde dedicar-se a escutar as demandas das gestantes, transmitindo nesse momento sua gestação e o parto. O enfermeiro durante a consulta deve acolher a mulher respeitando sua condição emocional em relação à atual gestação, esclarecer duvidas, medos, angustias ou até mesmo curiosidades. Um pré-natal adequado contribui para uma boa gestação e um bom...
tracking img