Elevadores tecnico em segurança no trabalho

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 47 (11662 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 13 de junho de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
| Ministério da EducaçãoUniversidade Tecnológica Federal do ParanáCampus CuritibaDepartamento Acadêmico de Construção Civil - DACOC |



Apostila de Elevadores de Obra

Apostila preparada pelos alunos do Curso de Engenharia de Produção Civil da Universidade Tecnológica Federal do Paraná, como parte da aula prática da disciplina de Máquinas e Equipamentos, ministrada pelo ProfessorAdalberto Matoski.

Curitiba
2008
SUMÁRIO

Capítulo 1 – Cabos de Aço
1. Introdução 4
2.1 Conceito 5
2. Componentes do cabo de aço 5
3. Construção de cabos 6
4. Tipos de distribuição dos fios nas pernas 7
4.1 Distribuição Seale 7
4.2 Distribuição Filler 7
4.3 Distribuição Warrington 8
5. Tipos de alma de cabos de aço 8
a) Almas de fibra 9
b) Almas de aço 9
c) Alma de algodão9
d) Alma de asbesto 10
6. Tipos de torção 10
6.1 Torção regular ou em cruz 10
6.2 Torção lang ou em paralelo 10
6.3 Anti-Giratório 11
7. Preformação dos cabos de aço 11
8. Fixação e união dos cabos de aço 11
8.1 Maneiras de fixação da ponta 12
9. Dimensionamento 13
9.1 Especificação dos cabos 13
9.2 Polias e tambores para cabos 14
10. Inspeção e Manutenção dos cabos de aço15
10.1 Critérios de Substituição 15
10.1.1 Redução de Diâmetro 16
10.1.2 Corrosão 16
Figura 26 – Corrosão na base dos soquetes. 17
10.1.3 Arames Rompidos 17
10.1.4 Danos por Temperatura 18
10.1.5 Danos por Distorção 19
10.1.6 Exemplos de outros danos comuns 19
10.2 Cuidados 21
Capítulo 2 – Elevadores para a Construção Civil
1. Introdução 23
2. Recomendações Técnicas 242.1 Local 24
2.2 Cabos de Tração para Elevadores 24
2.2.1 Limpeza e Lubrificação 25
2.2.2 Tensão dos Cabos 26
2.2.3 Critérios de Condenação de Cabos de Tração 27
2.3 Torre 28
2.4 Cabinas 30
2.4.1 Cabinas Semi-Fechadas 30
2.4.2 Cabinas Fechadas 31
2.5 Terreno e Base 32
2.6 Guinchos 32
3. Tipos de Elevadores 33
3.1 Elevador tipo Caçamba 34
3.2 Elevadores de Cremalheira 343.2.1 Elementos 35
3.3 Elevadores à Cabo de Aço 37
4. Comparação Elevadores Cremalheira X Elevadores a cabo de aço 38
5. Elevadores de Obra e a NR-18 38
6. Referências 42








Capítulo 1 – Cabos de Aço
1. Introdução
Muitas obras não possuem um plano de planejamento e gerenciamento de maquinários e equipamentos, ou seja, não possuem um cronograma deequipamentos incorporado ao projeto e que esteja atualizado constantemente com o cronograma físico da obra, isso porque o processo de execução dos serviços é dinâmico, inter-relacionado, interagente e interdependente.
 Para a criação do cronograma de equipamentos, o cronograma físico da obra deve estar definido, assim como o método e o processo de execução e o pessoal de operação. São levantadas todasas atividades que irão mobilizar equipamentos e o tempo em que cada tipo de equipamento será utilizado, tudo em função do cronograma físico da obra.
 A mecanização tem grande importância financeira na obra por conta da redução da mão-de-obra, do desperdício de materiais e de prazo. As vantagens dessa mecanização aumentam se o investimento e a viabilidade dos equipamentos forem previamenteplanejados, facilitando a organização dos processos produtivos e o aumento da qualidade dos serviços. Essa mecanização do canteiro reduz custos indiretamente, mas o custo direto dessa mecanização deve ser calculada de forma que se enquadre dentro da margem de custo do serviço e dentro do valor global da obra. É preciso saber quais equipamentos e onde devem ser empregados, para que se tenha uma economiade recursos.
 A mecanização não é um processo generalizado, ela depende do tipo de obra, da mão-de-obra empregada e da tecnologia aplicada, quando se tem curtos prazos e um grande volume de serviço, a mecanização é fundamental, em obras pesadas com estradas, pontes, barragens e hidrelétricas é inviável trabalhar com muita mão-de-obra operacional.
 Em qualquer tipo de obra é preciso fazer a...
tracking img