Eletromagnetismo nos transportes

Disponível somente no TrabalhosFeitos
  • Páginas : 7 (1571 palavras )
  • Download(s) : 0
  • Publicado : 14 de outubro de 2011
Ler documento completo
Amostra do texto
INTRODUÇÃO

Será que nos possuímos uma formação suficiente e necessária para
avaliar as “soluções” propostas pelos governantes, tal como construção de
novos viadutos, túneis, implementação de sistemas de integração, a inserção
de novas tecnologias; e avaliar se estas medidas irão de fato solucionar a
questão da degradação ambiental,emissão de fumaças ou apenas irão suavizá-las?O trabalho proposto é motivado e se desenvolve a partir do surgimento de novas tecnologias para os meios de transportes, em especial o transporte de massa,que possuem o objetivo da não poluição ou remediar um determinado impacto ambiental.Desta forma,
além de relacionar a questão da poluição atmosférica pela emissão de gases dos
veículos automotores e avaliar quais os meios detransporte seriam os mais
inteligentes, quando se objetiva preservar a atmosfera.
Também visa compreender as novas tecnologias e terminologias
que surgem, geralmente acompanhadas das inovações tecnológicas, como por
exemplo, o trem MAGLEV (levitação por magnetismo).
Para esta compreensão serão abordados conteúdos de eletromagnetismo ,
com a utilização de um protótipo experimentalpara a levitação eletrodinâmica.
Relacionar as características dos atuais trens para o transporte de massa e os
trens de levitação.

Trens que praticamente não toquem nos trilhos, flutuem usando repulsão eletromagnética.

Com o princípio da Levitação Magnética, novos modelos, principalmente, de meios de transportes e de geração de eletricidade surgem, sendo eles maiseficientes que os atuais. Podemos aplicar a Levitação Magnética para nos locomovermos com velocidades muito altas, de forma totalmente segura e confortável, transportando um número maior de pessoas e produtos, sem desperdício de energia, sem gerar ruídos e sem poluir.
Alguns países estão usando o poderoso eletroímã para desenvolver trens de alta velocidade, chamados trensmaglev. O maglev é pequeno para possibilitar a levitação magnética, o que significa que esses trens vão flutuar sobre um trilho usando os princípios básicos dos ímãs para substituir as antigas rodas de aço e trens de trilhos.
A grande diferença entre um trem maglev e um trem convencional é que os trens maglev não têm um motor, pelo menos não o tipo de motor usado para puxar os vagões detrem típico em trilhos de aço. O motor para os trens maglev é quase imperceptível. Em vez de usar combustível fóssil, o campo magnético criado pela bobina eletrificada nas paredes do trilho guia e o trilho se juntam para impulsionar o trem.



Foto cedida pelo Instituto de Pesquisa Técnica de Ferrovias
Acima é uma imagem do trilho guia na linha de teste do trem maglev Yamanashino Japão. Veja abaixo uma ilustração que mostra como o trilho guia funciona.

A bobina magnética ao longo dos trilhos, chamada de trilho guia, repele os grandes ímãs sob o trem, permitindo que este levite entre 1 a 10 cm sobre o trilho guia. Uma vez que o trem esteja levitando, a energia é suprida pelas bobinas dentro das paredes do trilho para criar um sistema único de camposmagnéticos que puxam e empurram o trem pelo trilho guia. A corrente elétrica fornecida às bobinas nas paredes do trilho guia é constantemente alternada para mudar a polaridade da bobina magnetizada. Esta mudança na polaridade leva o campo magnético na parte frontal do trem a puxar o veículo para frente, enquanto o campo magnético atrás do trem adiciona mais um empurrão para frente.
Os trens maglev flutuamem uma almofada de ar, eliminando a fricção. Esta falta de fricção juntamente com os projetos aerodinâmicos permitem que esses trens alcancem velocidades de transporte terrestre surpreendentes de mais de 500 km/h ou 2 vezes tão rápido quanto o trem mais rápido de transporte da Amtrak. Os desenvolvedores dizem que os trens maglev vão finalmente ligar as cidades que estão separadas em até 1.609...
tracking img